Encenações da Paixão de Cristo reforçam tradição cultural e religiosa em Belo Horizonte

Basílica de Lourdes e Igreja de Nossa Senhora do Morro recebem produções sobre momento bíblico

por Ailton Magioli 18/04/2014 15:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Marcos Vieira/EM/D.A Press
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Dos becos e ruelas do Morro do Papagaio à Rua da Bahia, onde está localizada a Basílica de Lourdes, a Paixão de Cristo será encenada em variadas regiões (e situações) da capital, reforçando a universalidade do drama, ocorrido há milhares de anos.

 

“No morro, a encenação é feita há 30 anos, com a participação de toda comunidade”, comemora Adriano dos Santos, um dos coordenadores do evento, e que há quatro anos interpreta o governador Pôncio Pilatos no espetáculo.

Por falta de verba, segundo a produção, este ano a mais famosa encenação da vida e morte de Jesus Cristo da cidade não será realizada na Praça da Estação, no hipercentro de Belo Horizonte. Trata-se de A luz da Paixão, megaespetáculo produzido pelo Centro Cultural São João Batista (Cenarc), que, sob a coordenação de Antonio Diniz, chegou a reunir, em 27 edições, 136 atores e figurantes, amadores e voluntários, para contar os últimos passos de Cristo antes da crucificação.

Profissionais Em compensação, atores profissionais da cidade vão se reunir este ano para a apresentação do espetáculo sacro, sob direção de Ronildo Arimateia. Protagonizada por Wesley Maciel (que fez participações em novelas como O beijo do vampiro, O profeta e Malhação, da Globo, além do filme Muita calma nessa hora 2), A Paixão de Cristo da Basílica de Lourdes será, como gosta de dizer, em tom de brincadeira, a atriz Juliene Leão (que interpreta Verônica), oportunidade para os artistas se penitenciarem, já que não haverá pagamento de cachês.

“Estou gostando bastante porque, além do cunho religioso, minha personagem canta. Há muito que não canto em cena”, festeja Juliene, que há dois meses vem se dedicando aos ensaios do espetáculo. O produtor Luciano Lima conta que, há pelo menos uma década, vem se dedicando a montagens do gênero, em variadas paróquias da capital e região metropolitana, com a participação de cerca de 20 atores, muitos dos quais profissionais.

Enquanto no Morro do Papagaio a encenação irá se desenrolar como uma via-sacra, reproduzindo as principais cenas da Paixão de Cristo, na Basílica de Lourdes ela se alternará entre o palco especialmente montado no estacionamento e o interior da igreja. Alex Junior, Bruno Mariano, Carlos Henrique, Ramon Vidal, Gustavo Andrade, Cadu Bertoli e Juliene Leão, entre outros, participam do espetáculo em Lourdes, com direito a grandes passagens, além de trilha sonora inédita e efeitos especiais. Já no Morro do Papagaio a montagem conta com integrantes da comunidade e artistas da Casa do Beco.

PAIXÃO DE CRISTO EM BH

Sexta-feira, 18 de abril, das 17h às 19h30, a partir da Igreja de Nossa Senhora do Morro, no Morro do Papagaio, passando por becos e vielas da comunidade.

Às 19h, na Basílica de Lourdes, entre o estacionamento e o interior da igreja, Rua da Bahia, 1.596, Lourdes. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS