Artista apresenta exposição inspirada em hieróglifos, em Contagem

Sandro Medeiros se inspira em desenhos ancestrais, sinais e rabiscos na criação de obras expressivas

por Walter Sebastião 11/04/2014 09:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sandro Medeiros/divulgação
Desenhos de Sandro Medeiros remetem a manifestações ancestrais (foto: Sandro Medeiros/divulgação )
Neografismo é a palavra de que Sandro Medeiros se vale para definir a linguagem de seus desenhos, inspirados em hieróglifos, sinais e rabiscos. Até dia 30, o artista plástico expõe 20 obras de pequeno e grande formatos no Centro Cultural Casa Amarela, em Contagem.

“Os trabalhos vêm de dentro de mim. Como todas as coisas vindas do interior da gente, elas não são feias nem bonitas. São expressivas”, explica Medeiros. Os sinais têm relação com inscrições antigas, inclusive as herméticas, além de se relacionar com pinturas rupestres.

“Não é desenho de afirmação, de definição, mas um convite ao espectador para imaginar coisas”, afirma o autor. Sandro conta que estudou artes plásticas e criou outros tipos de obras, mas os sinais surgem sempre que ele está à vontade.

O artista, de 42 anos, é formado em desenho pela Escola Guignard da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg). Também violonista e guitarrista,  integra a banda Boi do Além. “Fazemos baião transcendental”, explica, definindo seu som como “uma onda meio Chico Science”, mistura de ritmos populares e guitarras. Outra atividade dele são oficinas de arte-educação voltadas para a reciclagem e o desenvolvimento da criatividade.

SANDRO MEDEIROS
Exposição 'Herméticas especulações. Ilustrações e neografitismo'. Centro Cultural Casa Amarela, Rua Dr. Cassiano, 130, Contagem, (31) 3352-5347. De segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e no último sábado do mês, das 14h às 20h. Até dia 30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS