Morre, aos 83 anos, a artista plástica Helena Netto

Artista se dedicou a pinturas, desenhos, gravuras, arte aplicada e, especialmente, esculturas e objetos

por Walter Sebastião 27/03/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eduardo Rocha/Divulgação - 16/3/04
(foto: Eduardo Rocha/Divulgação - 16/3/04 )
Morreu nesta quarta-feira em Belo Horizonte, aos 83 anos, de câncer, a artista plástica Helena Netto. Ela nasceu em Bom Jesus, foi criada em Montes Claros e, na década de 1970, mudou-se para Belo Horizonte. Formada em artes plásticas na Escola Guignard, Helena completou seus estudos sob orientação de Amilcar de Castro, no Núcleo Experimental de Artes Visuais. Foi autora que, com desenvoltura e habilidade, fez de tudo: pinturas, desenhos, gravuras, arte aplicada e, especialmente, esculturas e objetos. Sua obra revela pesquisa metódica dos múltiplos caminhos da abstração geométrica.

Helena Netto foi artista com presença regular no mundo da arte durante toda a vida. Participou de diversos salões, esteve em dezenas de exposições coletivas e realizou individuais, além de mostrar peças em outros países, em eventos dedicados à arte latino-americana. A multiplicidade criativa de Helena Netto, escreveu a crítica Mari’Stella Tristão, esteve aliada à inquietude, que não lhe permite nem sequer um hiato em sua fértil produção. “Helena já experimentou, com plenos resultados, todos os materiais capazes de transformar em obras de arte, desde as mais simples e pequenas formas, até as monumentais”, escreveu Tristão.

O trabalho da artista, para além da diversidade de materiais, apresentou aspectos que se casam com a personalidade de Helena: extroversão, presença festiva e visualidade marcante. O que gerou obras expressivas, que surpreendem o observador, mas também trabalhos de pura sensação ótica. O motivo da obra é o fluxo entre forma, cor e material. Mas as peças de Helena Netto sempre carregam aspecto vibrante, que induz a vê-las como argumentação sobre aspectos vitais da existência. Seja a força da criatividade humana ou a diversidade das manifestações da natureza.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS