'Fonchito e a lua' traz Vargas Llosa brincando com as crianças

Espetáculo estará em cartaz durante o fim de semana no Teatro Oi Futuro

por Fernanda Machado 21/03/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Leo Aversa/Divulgação
(foto: Leo Aversa/Divulgação)
A obra de Mario Vargas Llosa chega às crianças. No fim de semana, a peça Fonchito e a Lua ficará em cartaz em BH, com direção de Daniel Herz e dramaturgia de Pedro Brício. O estilista Ronaldo Fraga é o diretor de arte do espetáculo, que conta com trilha sonora de Paulo “Uakti” Santos.

Prêmio Nobel de literatura, o peruano Vargas Llosa, de 77 anos, estreou na seara infantil em 2011 com a história do garoto empenhado em dar a Lua para sua amada. O primeiro amor e a busca do impossível são temas de seu livro.

A peça se volta para os países da América Latina, especialmente o Peru, e sua rica cultura. O elenco traz Pablo Sanábio, Felipe Lima, Marino Rocha, Raquel Rocha e Thais Belchior. A ideia é envolver totalmente o público – crianças, mas os adultos também – com a história de Fonchito.

Na adaptação para o palco, Ronaldo Fraga buscou reforçar os vínculos com a América Latina. Cores fortes marcam as cenas – pink, laranja, roxo –, remetendo ao imaginário peruano.

Fraga explica que não se envolveu apenas com o figurino e o cenário da peça. Ele se diz diretor criativo de Fonchito e a lua, pois deu palpite em vários setores.

“O sonho impossível nos acompanha sempre, mesmo quando adultos. Fora isso, temos a proposta de um experimento cênico num espaço não tradicional para uma peça de teatro e a dramaturgia genial do Pedro, acompanhada pela não menos genial direção de arte do Ronaldo Fraga”, elogia Daniel Herz.


FONCHITO E A LUA

Teatro Oi Futuro Klauss Vianna. Avenida Afonso Pena, 4.001, térreo, Mangabeiras, (31) 3229-2979. Sábado e domingo, às 16h. Ingressos: R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia-entrada).

 

 

PEIXONAUTA NOS PALCOS

O peixinho brasileiro mais famoso da TV pulou para fora da telinha. Com direção cênica de Wanderley Piras e bonecos de Sidnei Caria, o musical O nome dele é Peixonauta (foto) será apresentado domingo, às 16h, no Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro). Paulo Tatit, do Palavra Cantada, assina a coordenação musical. Ingressos: R$ 30 (inteira). Informações: (31) 3270-8100.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS