Marisa Orth e Miguel Falabella voltam a dividir palco

Dupla apresenta o espetáculo 'O que o mordomo viu' no Sesc Palladium

por Ailton Magioli 14/03/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Caio Galluci/Divulgação
Dupla ficou marcada por interpretar o casal Magda e Caco Antibes no extinto seriado 'Sai de baixo' (foto: Caio Galluci/Divulgação )
Apesar do encontro no palco, em 2013, para gravar o revival de Sai de baixo para a Rede Globo, Marisa Orth e Miguel Falabella não se cruzavam no teatro desde os anos 1990, quando contracenaram pela primeira vez na peça Algemas do ódio. “Era uma comediona”, recorda a atriz, às gargalhadas. Neste fim de semana, a dupla chega a BH para apresentar O que o mordomo viu, no Sesc Palladium.

A peça do dramaturgo inglês Joe Orton (1933-1967) ganhou versão e direção de Falabella. “É um vaudeville”, avisa Marisa, admitindo se tratar “só de um exercício de estilo”. Para ela, o britânico, sozinho, já é uma categoria teatral. “Orton bota o punk no chinelo”, garante a artista.

Em plena década de 1960, Joe Orton já abordava temas polêmicos como incesto, transexualismo e mudança de sexo. O que o mordomo viu foi escrita no ano em que o autor, de 34 anos, foi assassinado a marteladas pelo amante. A estreia ocorreu em 1969.

A trama gira em torno do psiquiatra Arnaldo (Miguel Falabella) e de sua atraente secretária Denise Barcca (Alessandra Verney). Tudo começa com a moça sendo examinada pelo médico durante uma entrevista de emprego. Ele a convence a se despir e, à medida em que o “teste” avança, entra em cena Mirta (Marisa Orth), a mulher do doutor.

Sexo, poder, mentiras, traições e corrupção marcam o enredo, trazendo muita confusão para o palco. “O texto exige a nossa atenção o tempo todo”, revela Marisa Orth. Em 90 minutos, ela tem 19 entradas e 20 saídas de cena.

 “O cenário é totalmente vedado, não ouvimos nada de fora. Se a gente der uma errada, o amigo fica vendido”, conta a atriz, lembrando que, por isso mesmo, trata-se de um espetáculo de grupo.

Depois da estreia em Fortaleza, a turnê passou por Recife, Natal e Aracaju. De Belo Horizonte a produção vai chegar a São Paulo e ao Rio de Janeiro. O elenco conta também com Magno Bandarz, Marcello Picchi e Ubiracy Paraná do Brasil.

O QUE O MORDOMO VIU
Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro. Hoje e amanhã, às 21h30; domingo, às 19h. Setor 1: R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia-entrada). Setor 2: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Setor 3: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Informações: (31) 3214-5350.

DUPLA DINÂMICA

Intérpretes do casal Magda e Caco Antibes no extinto sitcom Sai de baixo, Marisa Orth e Miguel Falabella também divertiram os telespectadores em Toma lá dá cá, outra produção da TV Globo. A dupla se conheceu em 1999, ao encenar a peça Algemas do ódio. “É um prazer trabalhar com Miguel, algo que nem sequer sei explicar. Há amigos com os quais a gente ri melhor”, afirma Marisa. Fã do jeito do companheiro fazer comédia, ela propôs novas atrações à TV Globo ao lado dele. Paralelamente, a atriz e cantora vai apresentar 12 episódios de Almanaque musical (Canal Brasil), entrevistando artistas e fazendo música brega-punk com eles.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS