Espetáculo da Cia. Nu Escuro apresenta causos do interior

'Plural' conta a história de uma mulher que deixa o interior de minas rumo a Goiás

por Walter Sebastião 14/03/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Layza Vasconcelos/divulgação
'Plural' está em cartaz no Galpão Cine Horto (foto: Layza Vasconcelos/divulgação)
Maria saiu de Minas para Goiás com a esperança de construir uma vida próspera, longe do trabalho na roça. Nessa trajetória, ela experimentou histórias embaladas por medo, coragem, alegria e lamento. Essa é a trama de Plural, espetáculo da Cia. de Teatro Nu Escuro, grupo goiano que usa bonecos para falar de mulheres que trocaram o interior pela cidade grande em busca de liberdade. Inspirada em relatos de familiares dos artistas, a peça será apresentada no Galpão Cine Horto. A temporada em BH abre a turnê nacional da companhia.

Transitando entre o factual e a ficção, a peça dá voz a memórias e contos populares de Goiás. “Buscamos referências em várias mulheres, as ideias surgiram de conversas e entrevistas”, conta Izabela Nascente, diretora-geral e cofundadora do grupo.
Com poesia, drama e humor, a delicadeza se expressa tanto no texto quanto na arte dos bonequeiros goianos. A tecnologia também está presente. Surgidos do crochê e do tricô, os personagens dividem a cena com os atores. “Para complementar a história, ao fundo haverá teatro de sombra. Além disso, um boneco tem a cara de madeira e os olhos em vídeo”, explica Hélio Fróes, um dos fundadores do grupo.

Com 14 peças no repertório e 18 anos de história, a Cia. Nu Escuro procura aprofundar diferentes linguagens. Unindo teatro de animação, música ao vivo e dança, ela propõe um debate sobre a essência humana. Esse é o caso de Gato negro, espetáculo de rua inspirado em mitos populares latino-americanos. Ele será apresentado na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza.
Misterioso e sedutor, o gato muda a rotina de três irmãs que vivem isoladas em uma fazenda do interior goiano. “Esse espetáculo é tenso, inquietante. Tenta seduzir o espectador chamando a atenção de quem passa pela rua”, revela o diretor Hélio Fróes.

PLURAL
Teatro Wanda Fernandes do Galpão Cine Horto. Rua Pitangui, 3.613, Horto. Sexta-feira,14/3,  e sábado, 15/3, às 21h; domingo,16/3, às 19h. R$ 20 (inteira)
e R$ 10 (meia). Informações: (31) 3481-5580 ou www.galpaocinehorto.com.br

GATO NEGRO
Praça Duque de Caxias, Santa Tereza. Amanhã, às 16h. Entrada franca

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS