Lúcia Adverse explora contrastes na exposição 'Der Sturm'

Mostra reúne 23 imagens em preto e branco

por Ailton Magioli 07/03/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lúcia Adverse/divulgação
(foto: Lúcia Adverse/divulgação)
De volta a BH depois de morar em outras capitais, a fotógrafa Lúcia Adverse inaugura hoje à noite, no Museu Inimá de Paula, a primeira exposição individual em sua terra cidade natal. 'Der sturm (A tempestade)' reúne 23 imagens em preto e branco em grandes dimensões. Inspirada no movimento expressionista alemão e no cinema noir, a mostra nasceu de intensa pesquisa da artista.


A curadoria é assinada por Ricardo Chaves Fernandes, que representa o trabalho de Lúcia em Paris, onde ela expôs em 2011. Prestes a publicar livro de fotos inéditas de Nova York, Paris e de uma cidade brasileira (provavelmente sua BH natal), Lúcia mostrará apenas imagens de Berlim desta vez. “Pretendo voltar lá e fazer novas fotos para o livro”, anuncia ela.

Com formação na área de design de interiores, Lúcia acabou atraída para a arquitetura, temática dominante em suas fotos. “Sempre me fascinou o fato de as características da construção de uma cidade estarem intrinsecamente relacionadas com sua história. Arquitetura tem muito a ver com a cultura e o modo de viver dos moradores”, justifica.

Contrastes
Depois de observar o contraste das sombras nas fotos em preto e branco, que lhe lembravam a dramaticidade das luzes do cinema noir, a fotógrafa chegou ao expressionismo alemão, atenta tanto àpintura quanto à xilogravura produzidas por adeptos dessa estética. “Desde o início, sempre trabalhei muito o contraste e a sombra”, observa.

Com mostras apresentadas na França e na China, a fotógrafa conheceu o marchand Ricardo Chaves Fernandes por meio do escultor Leopoldo Martins. Em 2010, ela recebeu convite para fazer parte do seleto grupo de artistas da galeria francesa mantida por Fernandes.

Em Paris, Lúcia Adverse apresentou também a série 'Universo curvo', em homenagem ao arquiteto Oscar Niemeyer. Os trabalhos ficaram expostos no Cloître dês Billets.

DER STURM

Fotografia. Abertura para convidados nesta sexta-feira, às 19h, no Museu Inimá de Paula, Rua da Bahia, 1.201, Centro. Visitação aberta ao público de sábado a 7 de abril. Terça, quarta, sexta-feira e sábado, das 10h às 18h; quinta-feira, das 12h às 20h30; e domingo, das 12h às 18h30. Informações: (31) 3213-4320.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS