Grupo Liquidificador leva a literatura para o palco do Galpão Cine Horto

Espetáculo 'A cartomante', de Machado de Assis, entra em cartaz neste fim de semana

por Ailton Magioli 21/02/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Júlia Salustiano/Divulgação
(foto: Júlia Salustiano/Divulgação)
“Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe vossa vã filosofia”. Dita ao soldado Horácio pelo príncipe Hamlet na tragédia de William Shakespeare, a frase inspirou Machado de Assis a escrever o conto 'A cartomante' (1884), adaptado para os palcos pelo grupo brasiliense Liquidificador.


Em cartaz no Galpão Cine Horto, o espetáculo é a segunda incursão da trupe no universo literário brasileiro. Depois do realismo de Machado de Assis e do romantismo de Álvares de Azevedo em 'Noite na taverna', que rendeu a peça-festa 'Ultrarromântico', o Liquidificador anuncia para 2015 a estreia de 'O cortiço', do naturalista Aluísio de Azevedo. Antes, o elenco vai encenar peça sobre violência e afetação sob o comando da diretora convidada Ana Flávia Garcia.

Triângulo Segundo o ator e diretor Fernando Carvalho, a frase de William Shakespeare guia 'A cartomante'. O conto gira em torno do triângulo amoroso formado por Vilela, sua esposa, Rita, e o amigo de infância, Camilo. O realismo crítico e irônico marca a trama, que inspira a reflexão sobre o poder das decisões e suas consequências diretas sobre o destino dos personagens, que caminham para um desfecho trágico e surpreendente.

“Uma coisa é a pessoa estar com o livro nas mãos, lendo. Outra é ela ver a peça, com mais gente sentada a seu lado”, observa Fernando Carvalho, lembrando que a transposição do conto para o palco se dá mediante a mudança de linguagens. O emprego da performance, uma estética mais contemporânea, transforma a montagem brasiliense em algo mais próximo da cultura pop. Isso acaba levando o público a mergulhar na trama.

“Ouvi de um espectador que ele sentiu vontade de ler poesia depois de assistir ao espetáculo”, relata o diretor, contando que a montagem é muito envolvente. “Fazemos o mesmo que Machado em 'Memórias póstumas de Brás Cubas': falamos com o leitor. Na adaptação, o narrador, o próprio escritor, tenta interagir com a plateia”, conclui Carvalho.

OFICINA
O Grupo Liquidificador reúne os atores Fernanda Alpino, Fernando Carvalho, Iza Cavanellas, Kael Studart e Karine Ribeiro, ex-estudantes de artes cênicas e de letras da Universidade de Brasília (UnB). Sábado, a trupe vai ministrar oficina no Galpão Cine Horto. A turnê é patrocinada pelo Prêmio Myriam Muniz, concedido pela Funarte.

A CARTOMANTE

Com Grupo Liquidificador. sexta e sábado, às 20h; domingo, às 19h. Galpão Cine Horto, Rua Pitangui, 3.613, Horto. Entrada franca, mediante a retirada da senha uma hora antes da sessão. Capacidade: 100 lugares. Informações: (31) 3481-5580.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS