Autora de 'Harry Potter' processa advogado por revelar publicação de pseudônimo

Quebra de segredo gerou a divulgação da nova obra de J. K. Rowling em jornal britânico

por Estado de Minas 03/01/2014 07:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Olivia Harris/Reuters
(foto: Olivia Harris/Reuters)

O advogado que contou a uma amiga que a autora da saga 'Harry Potter', J. K. Rowling, acabara de publicar um livro policial com pseudônimo terá que pagar multa de 1 mil libras.

 

“Com a revelação de informações confidenciais sobre a cliente a uma terceira pessoa, o senhor Chris Gossage violou os princípios 4 e 6 da carta da SRA”, afirma a decisão judicial, referindo-se à ordem que regulamenta a atividade dos advogados na Inglaterra.


J. K. Rowling denunciou o escritório de advogados Russells depois da publicação de uma reportagem pelo jornal britânico Sunday Times, em julho, revelando que era ela a autora de 'O chamado do cuco'. No Brasil, o livro foi editado pela Rocco.

A autora de 'Harry Potter' assinou o romance com o pseudônimo Robert Galbraith – apresentado como um antigo membro das Forças Armadas. O escritório Russells admitiu que um de seus associados, Chris Gossage, revelou o segredo a Judith Callegari, a fonte do Sunday Times.

Rowling anunciou que doará o dinheiro para a organização Soldiers’s Charity, que ajuda militares e suas famílias.

Antes da revelação, apenas 1,5 mil exemplares de 'O chamado do cuco' haviam sido adquiridos. Quando circulou a informação de que a autora era J. K. Rowling, as vendas dispararam. O fenômeno 'Harry Potter' bateu a marca dos 450 milhões de livros vendidos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS