Mostra 'Oratórios - Relíquias do barroco' permanece em BH até início de março

Em cartaz no Museu de Artes e Ofícios, no Centro, exposição oferece um passeio pela arte sacra mineira

por Carlos Herculano Lopes 02/01/2014 08:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
(Marcos Vieira/EM/D.A Press)
A beleza de oratórios e peças do barroco surpreende visitantes no MAO (foto: (Marcos Vieira/EM/D.A Press) )

Uma boa opção de programa para belo-horizontinos que ficarão na cidade nestes dias com clima de feriadão e para turistas é visitar a exposição itinerante 'Oratórios – Relíquias do barroco brasileiro', em cartaz no Museu de Artes e Ofícios (MAO), no Centro.

O representante comercial aposentado Antonino José de Azevedo, de 77 anos, encantou-se com o que viu no MAO. “Uma parte da nossa história está aqui nessas imagens. Engraçado, moro há tanto tempo em BH, mas é a primeira vez que visito este museu”, afirmou o piauiense radicado em BH.

O público pode apreciar 115 oratórios, objetos e imagens criadas por diversos artistas entre os séculos 17 e 20. O acervo pertence ao Museu do Oratório, em Ouro Preto.

A aposentada Nilza Raimunda Alves Azevedo, nascida em Crucilândia, no interior de Minas, admirou-se com a beleza dos oratórios e das imagens. “Esta exposição é fantástica. O barroco e as imagens antigas sempre me fascinaram. Os organizadores estão de parabéns”, elogiou.

A pedagoga Soraia Azevedo destacou detalhes das peças: “É impressionante como os artistas conseguiram fazer trabalho tão perfeito numa época em que não havia recursos tecnológicos”. Por sua vez, a estudante de direito Ana Eliza repetiu o programa. “Visitei o Museu do Oratório, em Ouro Preto, mas, quando soube que parte das peças estaria em BH, não pensei duas vezes. Vim vê-las novamente”, contou.

Entre as peças mais admiradas estão o Cristo da Cana Verde, esculpido em Minas nos anos 1700, e a imagem de Nossa Senhora da Conceição, criada no Nordeste no século 19. “Essas maravilhas nos mostram o talento de nossos artistas, muitos deles anônimos, e a religiosidade do povo brasileiro”, afirmou o empresário Antônio Nunes, enquanto apreciava o acervo do Museu do Oratório.

CAFÉ

O museu procura dar conforto aos visitantes. O Café dos Ofícios funciona na entrada do prédio, na Praça da Estação, oferecendo opções de lanches rápidos. A chef Neuzimary Aparecida Duarte Magalhães informa que também são servidas refeições com cardápio que privilegia a culinária mineira. Pratos tradicionais do estado são servidos das 12h às 14h30 e custam de R$ 13,50 a R$ 15.

ORATÓRIOS: RELÍQUIAS DO BARROCO BRASILEIRO
Museu de Artes e Ofícios, Praça da Estação, s/nº, Centro, (31) 3248-8600. Aberto de terça a sexta-feira, das 12h às 19h; quarta e quinta-feira, das 12h às 21h; sábado, domingo e feriado, das 11h às 17h. Até 10 de março.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS