Luna Lunera encerra a temporada de sucesso da peça 'Prazer'

CCBB recebe duas sessões extras na sexta e no sábado

por Carolina Braga 20/12/2013 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ricardo Albertini/divulgação
Peça da Luna Lunera fala de desafios impostos pela maturidade (foto: Ricardo Albertini/divulgação)
No início, deu frio na barriga. Afinal de contas, manter a peça Prazer em cartaz durante 11 semanas em Belo Horizonte era algo que parecia surreal, sobretudo diante da dinâmica da cena cultural da cidade. “Havia expectativa a respeito da longevidade da temporada. Ficamos com muito receio. Teríamos público o tempo inteiro?”, perguntava-se Cláudio Dias, ator da Cia. Luna Lunera. A realidade, porém, superou os planos mais otimistas.


Para o fim de semana – o último da temporada no CCBB –, já há duas sessões extras confirmadas: amanhã e domingo, às 16h, além das apresentações das 19h. Os ingressos estão praticamente esgotados, o que não é novidade na breve trajetória dessa peça. Prazer atingirá o recorde de 10 mil espectadores em 40 sessões.

“Isso é um feito para a gente. Estamos muito felizes com a repercussão, com as pessoas que voltam. Sabemos de gente que já viu o espetáculo sete vezes”, conta Cláudio Dias. Inspirado em fragmentos da obra de Clarice Lispector, Prazer é fruto da direção compartilhada por Cláudio, Isabela Paes, Marcelo Souza e Silva, Odilon Esteves e Zé Walter Albinati. A história do reencontro de quatro amigos no exterior fala sobre camaradagem e amadurecimento. O espetáculo emociona com um recado oportuno: quem disse que é simples crescer?

A bem-sucedida temporada, que marcou a inauguração do teatro do Centro Cultural do Banco do Brasil, trouxe várias revelações – tanto para os atores e o público quanto para outras casas de espetáculos da cidade. Primeira lição: temporadas teatrais não são apenas possíveis, mas necessárias. Dessa forma, artistas podem conhecer melhor o espaço cênico e as obras, além de estreitar laços com a plateia.

Em resumo: está em cartaz a tão incensada formação de público, alimentada por eficaz boca-a-boca. Como Cláudio Dias observa, o público da Luna Lunera sai renovado e ampliado depois da longa passagem de Prazer pelo CCBB. Se a experiência deu tão certo, que venham outras iniciativas e com grupos distintos. O caminho das pedras está claro: há espaço para encenar trabalhos com consistência artística, a preços sustentáveis.

PRAZER

Hoje, às 20h; amanhã e domingo, às 16h e às 19h. CCBB Belo Horizonte, Praça da Liberdade, 450, Funcionários, (31) 3431-9400. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

DESTINO SP

Encerrada a temporada em BH, a Cia. Luna Lunera embarca para São Paulo. No fim de janeiro, o grupo mineiro vai ministrar oficinas e apresentar espetáculos no Sesc paulistano. A partir da experiência com a obra de Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector e Aluísio de Azevedo, estará em foco a adaptação de textos literários para o teatro. Além de Prazer, os paulistas verão as peças Aqueles dois e Cortiços.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS