Centro Cultural UFMG recebe instalações de Neide Pimenta

'Ode' reflete sobre dores e perdas da vida. Trabalhos estarão expostos até 6 de janeiro

por Estado de Minas 20/12/2013 08:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Arquivo pessoal
'Urnas cinerárias', trabalho de Neide Pimenta (foto: Arquivo pessoal)

Na exposição Ode, a artista plástica Neide Pimenta apresenta duas instalações ('Vasos lacrimais' e 'Urnas cinerárias'), um vídeo e duas fotos. O trabalho se inspira em uma cerejeira plantada em sua casa, referência de festas durante a florada. Depois da poda, a planta morreu.

Cinzas, poda e partes da árvore se tornaram motivos de um trabalho que se refere tanto a dores e perdas quanto à vida e ao mundo. Em cartaz no Centro Cultural UFMG, Ode já foi apresentada na Galeria Nello Nuno, em Ouro Preto. Além das referências à cerejeira, há vasos que, de acordo com Neide, evocam celebrações festivas ou funerárias em culturas antigas. “Não priorizo nem forma nem objeto”, avisa ela, dizendo que as peças dão corpo a sentimentos e memórias.

Apesar de as obras partirem de referências do contexto pessoal da artista, ela nega que seu trabalho seja biográfico. “É investigação mais emocional, que carrega tensões e emoção”, explica. Também servem de motivo temas como tempo, família e aspectos socioculturais, como as bateias que ela expôs em Ouro Preto.

O trabalho com cerâmica surgiu de estudos com Adel Zouki no Centro Cultural Jambreiro, em Nova Lima (MG). “Essa técnica mexe muito com quem se dedica a ela”, observa Neide Pimenta. A lida com o barro induz, inevitavelmente, à imersão em temas transcendentes, revela.

Para Neide, há duas concepções ligadas à cerâmica no Brasil: a dos ceramistas, com sua busca de objetos que surjam de formas, esmaltes e queimas perfeitas, e o uso do barro por artistas contemporâneos. Se os primeiros buscam a beleza estética, os outros se voltam para a expressão do mundo com matérias cerâmicas. “É visão mais ampla. Ela não fica fechada em aspectos formais, mas discute questões e incentiva a pesquisa”, conclui. (WS)

Ode
Instalações, vídeo e fotos de Neide Pimenta. Centro Cultural UFMG, Avenida Santos Dumont, 174, Centro, (31) 3409-8291. De terça a sexta-feira, das 10h às 21h; sábado e domingo, das 10h às 18h. Até 6 de janeiro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS