Museus Smithsonian dos EUA lançam coleção em 3D na internet

Exposição permite visualização de peças famosas online. Obras também poderão ser impressas por impressoras 3D

por AFP 13/11/2013 17:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Smithsonian Museum / Reprodução
Peças do acervo como o esqueleto de um Mamute podem ser visualizadas em detalhe e reproduzidas por impressoras 3D (foto: Smithsonian Museum / Reprodução)
A prestigiada Instituição Smithsonian, que reúne os museus nacionais de Washington, lançou nesta quarta-feira uma "coleção em 3D" que permite ver em um monitor as peças das coleções em três dimensões e até mesmo imprimi-las.

Vinte peças, como uma estátua de Buda, o avião dos irmãos Wright, uma supernova ou uma máscara do presidente americano Abraham Lincoln moldada em vida, foram digitalizadas e estão disponíveis em 3D no site na internet http://3d.si.edu.

Este programa permite "usar o 3D para contar uma história", afirmou em entrevista coletiva Günter Waibel, diretor do programa de digitalização. Em sua tela de computador, os visitantes podem girar e rodar o objeto, vê-lo em cortes, fazer zoom sobre ele e até baixar dados.

Se a pessoa tiver uma impressora em 3D, também pode imprimir itens como uma orquídea do Equador, um fóssil de baleia ou uma cadeira desenhada pelo italiano Pergolesi no começo do século XVIII. As imagens seguem acompanhadas de comentários de curadores do museu.

O 3D "permite às pessoas ver os objetos de uma forma totalmente nova, o que não é possível nos corredores do museu", disse Waibel. O software também permite a professores, cientistas e arqueólogos estudar as peças de perto, acrescentou.

O programa recebeu um orçamento de 350 mil dólares, sem contar as muitas doações de empresas especializadas em 3D, que fornecem o material.

O Smithsonian, com 19 museus, entre eles o National Gallery, o Museu Aeroespacial e o Museu da História Americana, dispõe de uma coleção de 137 milhões de objetos. A adição de novas peças a esse extenso catálogo será o passo seguinte do projeto.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS