Série em Congonhas homenageia o mestre Aleijadinho

por 09/11/2013 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Marcelo Prates/divulgação
Coral Cidade dos Profetas se apresenta em Congonhas (foto: Marcelo Prates/divulgação )
A série Concertos coloniais, que estreia hoje na Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, homenageia um mestre: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, cujo bicentenário de morte se completará no ano que vem. O “palco” não poderia ser mais apropriada. Lá fica uma das obras-primas do escultor: os passos da paixão de Cristo e os 12 profetas em pedra-sabão.

O concerto, que começa às 11h, estará a cargo do Coral Cidade dos Profetas, dedicado ao repertório dos séculos 17 e 18 e regido pelo maestro Herculano Amâncio. O programa inclui as peças Stabat mater (do padre João de Deus Castro Lobo); Credo e Salve regina (Lobo de Mesquita); Missa oitavo tom e Magnificat (Manoel Dias de Oliveira) e Maria mater gratie (Marcos Coelho Neto).

A proposta do coral é aproximar os ouvintes do século 21 da riqueza cultural brasileira dos anos 1600 a 1800. O grupo agendou apresentações para o segundo sábado de cada mês na Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Em 14 de dezembro, haverá concerto especial de Natal.

A 36ª Semana de Aleijadinho será aberta na segunda-feira, com atividades que mobilizarão BH e as cidades históricas. BH aderiu: terça-feira, às 13h, o cineclube Curta Degustação, que funciona na Imprensa Oficial de Minas Gerais, exibirá documentário do cineasta Joaquim Pedro de Andrade (1932 – 1988) sobre Antônio Francisco Lisboa. O espaço fica na Avenida Augusto de Lima, 270, Centro. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS