Biografias: músicos prometem vídeos em favor da proteção da vida privada

Artistas do Procure Saber anunciaram a divulgação de depoimentos em seu Facebook nesta terça-feira, 26

por Fernanda Machado 29/10/2013 09:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Agência Fred Pontes / Divulgação
Declarações de Roberto Carlos sobre liberação de biografias foram consideradas dúbias e evasivas (foto: Agência Fred Pontes / Divulgação)

Desgastados diante da opinião pública por defender o direito à privacidade como justificativa para a censura de biografias não autorizadas, artistas do grupo Procure Saber gravaram vídeos que devem ser exibidos, a partir desta terça-feira, 29, nas redes sociais. O anúncio foi feito pelo próprio grupo na página que mantém no Facebook.

O discurso dos famosos acompanhará o tom usado pelo cantor Roberto Carlos, em entrevista exibida no domingo no programa Fantástico, da Rede Globo. Embora tenha se posicionado contra a obrigatoriedade de avaliação prévia por parte do biografado, o artista — que conseguiu, na Justiça, a proibição de um livro não autorizado sobre sua vida —, destacou ser necessário fazer “certos ajustes” na legislação e não descartou a importância de participação nos lucros, sem detalhar, no entanto, como deveriam ser essas regras.

Formado por Paula Lavigne, Caetano Veloso, Chico Buarque, Roberto Carlos, Caetano Veloso, Chico Buarque, Glberto Gil, Milton Nascimento, Erasmo Carlos e Djavan, o Procure Saber protagoniza uma batalha com biógrafos e editoras literárias a respeito da publicação de biografias sem autorização no país. Em sua comunidade oficial no Facebook, o grupo se classifica como “um grupo de autores, artistas e pessoas ligadas a música dedicado a estudar e informar os interessados e a população em geral sobre regras, leis e funcionamento da indústria da música no Brasil”

*Com informações de Renata Mariz

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS