Primavera dos Museus promove eventos em todo país com foco na cultura afro-brasileira

A partir desta segunda até domingo, serão 2,6 mil atividades em 884 instituições do Brasil. Em Minas, o projeto chega a 121 espaços

22/09/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Beto Novaes/EM/D.A Press
Muquifu, no Aglomerado Santa Lúcia, ressalta a cultura das favelas (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
A partir desta segunda-feira até domingo, a 7ª Primavera dos Museus promoverá 2,6 mil atividades em 884 instituições do país com a proposta de discutir a cultura afro-brasileira. Em Minas, 121 espaços abraçaram o projeto. A programação não se restringirá a grandes centros. Em Ouro Preto, o Museu Casa Guignard abrirá exposição de retratos de negros e seus descendentes pintados por Alberto da Veiga Guignard. Em Belo Vale, o Museu do Escravo promoverá sarau de poemas de Castro Alves.

Na capital, o Museu Histórico Abílio Barreto programou para quarta-feira, às 18h30, mesa-redonda sobre a história e a tutela do patrimônio afro-brasileiro, organizada pelo Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu). Essa instituição, que funciona no Morro do Papagaio, abrirá as exposições Janelas, histórias e memórias em extinção, de Marcos Mendes; Esperança – a vila que nunca existiu e Muro – o lado de cá, do Imaginário Coletivo; e Meu reino sem folia, de Bianca de Sá. Giuliana Tomasella, professora da Universidade de Pádova, na Itália, discutirá com a comunidade o tema História e tutela do patrimônio cultural.

O Museu de Arte da Pampulha celebrará a gastronomia. De quarta a domingo, a instituição vai oferecer alimentos e bebidas ligados às raízes africanas. Sexta-feira, às 14h30, a Casa do Baile promoverá caminhada educativa até o Monumento a Iemanjá, com participação do escultor Jorge dos Anjos.

De terça a sexta, no Espaço do Conhecimento UFMG, filmes serão exibidos. Quinta, às 20h, no Museu Inimá de Paula, peça da Cia. LeoLeo reviverá o legado dos griots. Às 19h, o grupo Trovão das Minas destacará os ritmos africanos e sua influência na sonoridade brasileira.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS