Estado investirá R$ 417 milhões no setor cultural

Parceria com o Sesc viabiliza abertura do Teatro Clara Nunes e artistas vão ganhar centro de ensaios na Praça da Liberdade

por Bertha Maakaroun 12/09/2013 07:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lúcia Sebe/divulgação
No Palácio da Liberdade, o governador Antônio Anastasia anuncia investimentos na área cultural (foto: Lúcia Sebe/divulgação )
Se confirmado o cronograma de obras do Serviço Social do Comércio de Minas Gerais (Sesc), em um ano e sete meses o Teatro Clara Nunes será revitalizado e reaberto, para comportar público de até 300 pessoas.


O governo de Minas e o Sesc assinaram ontem contrato de concessão por 30 anos da casa de espetáculos, no Centro de BH. Serão investidos R$ 10 milhões em obras previstas para se iniciarem em agosto do ano que vem e concluídas em abril de 2015. O teatro será destinado exclusivamente a atividades culturais, artísticas, educacionais e de lazer. O Sesc terá autonomia de gestão e curadoria, abrigando prioritariamente espetáculos mineiros.

Inaugurado no início da década de 1960, o Cine Teatro Imprensa Oficial foi ponto de encontro de intelectuais e artistas. Posteriormente, ganhou o nome da cantora Clara Nunes. Foi fechado em 2009, por determinação do Ministério Público, para se adaptar às regras de acessibilidade e de segurança. Segundo o governador Antonio Anastasia (PSDB), a casa receberá eventos de porte médio e se somará à oferta de espaços culturais no quarteirão da Rua Rio de Janeiro, onde fica o Sesc Palladium.

Antonio Anastasia anunciou investimentos de R$ 417 milhões no setor cultural. São 64 intervenções em 11 projetos. O maior volume de recursos vai para a sala de concertos e a sede da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais (R$ 143 milhões) e para a sede da Rede Minas e Rádio Inconfidência (R$ 72 milhões), em BH. Os museus Mariano Procópio (em Juiz de Fora), das Águas (em Lambari) e Alphonsus de Guimaraens (em Mariana), além do museu militar (BH), receberão investimentos de R$ 24 milhões.

PRÉDIO VERDE

Ao Circuito Praça da Liberdade serão destinados R$ 94,8 milhões. O antigo prédio da Secretaria de Obras Públicas, o Prédio Verde, será transformado em Centro de Ensaios Abertos, servindo a artistas do teatro e da dança. “O Prédio Verde terá estúdios para ensaios, vestiários, depósitos de materiais e espaços de convivência”, afirmou Anastasia.

Também estão prometidas intervenções externas – como iluminação da praça, requalificação de passeios do entorno dos equipamentos culturais e a sinalização dos prédios. Será implantada a Escola de Moda e Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) no antigo prédio do Instituto de Previdência do Estado de Minas Gerais (Ipsemg).

VEM AÍ

>> PARQUE MUNICIPAL
Em março de 2014, serão concluídas as obras do espaço multiuso instalado no antigo Colégio Imaco, com palco, auditório para cursos, salas, pequena biblioteca e terraço. Poderá receber 3 mil pessoas.

>> PALÁCIO DAS ARTES
Em dezembro de 2014, serão entregues as obras de revitalização.
O Grande Teatro vai ganhar novos sistema de iluminação e vestimenta cênica; aprimoramento da acústica; reforma dos camarins; e guarda-corpo do mezanino.

>> PRÉDIO VERDE/ PRAÇA DA LIBERDADE
Em maio de 2016, começará a funcionar o Centro de Ensaios Abertos. Com estúdios, vestiários, depósitos de materiais e espaços de convivência.

>> PRÉDIO DO IPSEMG/ DESIGN NA PRAÇA
Prevê-se para novembro de 2015 a conclusão das obras da Escola de Moda e Design da Uemg, no antigo prédio do Ipsemg, na Praça da Liberdade. A transferência está prevista para novembro de 2016.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS