Casa do Beco participa do Encontro de Teatro para a Juventude da América Latina

Grupo irá apresentar peça que discute a intolerância na solução de conflitos

por Estado de Minas 10/09/2013 09:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Michelin/EM/D.A Press - 4/10/12
O ator Nil Cezar diz que o Grupo do Beco é o fruto de 18 anos de trabalho (foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press - 4/10/12)
Até domingo, o grupo Casa do Beco, formado por moradores do Aglomerado Santa Lúcia/Morro do Papagaio, participa do 5º Encontro de Teatro para a Juventude da América Latina, em São Paulo. Os mineiros vão apresentar a peça 'O morro do pássaro' falante e trocar experiências com colegas de 11 países.

A promoção é da Cia. Pombas Urbanas, que programou exibições, oficinas e cortejos para o Bairro Tiradentes, onde fica a sua sede. O evento reúne grupos do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, El Salvador, Guatemala, México, Peru e Uruguai.

“São novos artistas, moradores de comunidades de favela, que difundem a história e a realidade locais por meio de sua arte. Eles colhem os frutos de 18 anos de investimento do Grupo do Beco, trilhados entre tantos erros e acertos, mas sempre com a persistência de fazer o melhor para a nossa comunidade”, afirma o ator Nil Cezar, diretor e coordenador da Casa do Beco, que mantém a trupe teatral.

A peça 'O morro do pássaro falante' discute a intolerância na solução de conflitos por meio do olhar de crianças que ensaiam uma peça de teatro. No fim do espetáculo são distribuídos folhetos informativos sobre serviços como Disque 100, Delegacia de Mulheres, Ouvidoria de Polícia e Disque Direitos Humanos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS