Belo Horizonte ganha novo espaço artístico com Circuito Cultural Banco do Brasil

Inauguração do museu acontece nesta terça-feira, com presença da presidente Dilma Roussef. Abertura ao público será na quarta, com mostra inaugural celebra mulheres ícones da arte mundial através dos tempos. A entrada é franca

por Fernanda Machado 27/08/2013 09:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Lucia Sebe / Imprensa MG
Centro cultural será inaugurado em solenidade nesta terça-feira. Visita será aberta ao público na quarta-feira, a partir das 9h (foto: Lucia Sebe / Imprensa MG)

Belo Horizonte inaugura nesta terça-feira, 27 o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Maior centro de exposições do Brasil e parte do Circuito Cultural Praça da Liberdade, o museu ocupará o prédio de seis andares onde funcionou a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) e será aberto ao público a partir da quarta-feira, 28. O evento inaugural que acontece esta terça-feira, às 18h, com participação de representantes do governo de Minas e da presidente Dilma Rousseff.

Atualmente, o Circuito Cultural abriga outros oito espaços e museus - o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, o Centro de Arte Popular Cemig, o Espaço TIM UFMG do Conhecimento, o Memorial Minas Gerais Vale, o Museu das Minas e do Metal, o Museu Mineiro e o Palácio da Liberdade, além das atividades do Inhotim Escola, que ocorrem paralelas às obras de sua sede.

Projetado em 1926 pelo arquiteto Luiz Signorelli, o espaço teve as obras de restauração e adaptação iniciadas em agosto de 2009. O museu abrigará 1.200 metros quardrados de área para exposição, teatro com 270 lugares, 170 metros quadrados de salas multimeios, além de salas de programa educativo, cafeteria, lanchonete, lojas de produtos culturais e área administrativa. Na primeira etapa, 8.000 metros quadrados serão abertos ao público, com mais 4.000 metros quadrados sendo disponibilizados na segunda fase, totalizando 12.000 m² de área construída.

Feminilidade na estreia

O CCBB será inaugurado com a exposição internacional 'Elles: Mulheres artistas na coleção do Centro Pomidou'', organizada pelo Centro Georges Pompidou, de Paris - que conta com a maior coleção de arte contemporânea da Europa. Nela estão contempladas 120 obras, produzidas por 65 mulheres ícones da arte mundial, em diferentes tempos.

A mostra apresenta desenhos, instalações, esculturas, vídeos, fotografias, e pinturas produzidas por artistas como Frida Kahlo, Louise Bourgeois, Valérie Belin e as mineiras Rosângela Rennó, Rivane Neuenschwander e Lygia Clark. As obras são divididas em cinco seções: 'Tornando-se uma artista', 'Abstração colorida/abstração excêntrica', 'O corpo', 'Narrativas' e Feminismo crítico e a crítica do poder'. A entrada é gratuita.

O CCBB pelo país

Além de Belo Horizonte, o Banco do Brasil abriga centros culturais em outras três cidades – São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O espaço mineiro seguirá à risca a receita estabelecida nas demais capitais, abrigando eventos cênicos como teatro, dança e ópera, exibições de cinema, exposições, apresentações musicais e iniciativas educativas. Desde a sua criação, os CCBBs já receberam mais de 60 milhões de visitantes e cerca de 3,5 mil projetos culturais.

História a serviço da cultura

A restauração da unidade belo-horizontina do CCBB ficou a cargo do arquiteto Flávio Grillo, responsável pela revitalização de importantes marcos mineiros como a Praça da Estação, em Belo Horizonte, e as igrejas de São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo, em Ouro Preto.

Realizado em colaboração com a arquiteta Eneida Silveira Bretas, o projeto arquitetônico adaptou a construção para a criação dos espaços necessários às atividades do Centro Cultural. O prédio é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA), por meio do Decreto 18.531, de 2 de junho de 1977.

O programa CCBB Educativo irá oferecer visitas mediadas à exposição, visitas ao prédio, contação de histórias, encontro com educadores, dentre outras atividades para formação de plateias e inclusão social. A programação dos próximos meses, com a inauguração de novos espaços, incluirá peças de teatro, séries musicais e eventos de ideias inéditos na capital mineira e será divulgada nos próximos dias, no site.

INAUGURAÇÃO – CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

Exposição 'Elles: Mulheres artistas na coleção do Centro Pomidou'


Solenidade de inauguração: terça-feira, 27 de agosto (somente convidados)
Abertura ao público: a partir de quarta-feira, de 9h às 21h (o espaço não abrirá às terças)
A entrada é franca

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS