Festival Internacional de Teatro de Bonecos começa neste sábado em BH com várias atrações

Variedade, apuro técnico e qualidade estão em cena no festival que já se consagrou na cidade e vai até o próximo dia 25

por Carolina Braga 16/08/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Guto Muniz/Divulgação
Festival de bonecos encanta com personagens como Lúcia, de 'O som das cores', da Cia. Catibrum (foto: Guto Muniz/Divulgação)

Solte a imaginação. Chegou a hora de sombras darem vida a criaturas, xícaras se transformarem em patos, guardanapo virar espadachim e colher fazer as vezes de cozinheira, além de fios, luvas e sombras darem origem a seres diversos. O Festival Internacional de Teatro de Bonecos volta à cidade com a mesma infinidade de técnicas e possibilidades cênicas que marcaram suas últimas 12 edições. As atrações vão até dia 25. Com sete companhias brasileiras e três internacionais, a programação 2013 é pautada em variedade, apuro técnico e na qualidade dramatúrgica. “São pontos que observamos desde o início, para não estigmatizar ainda mais o teatro de bonecos”, ressalta o coordenador Lelo Silva, da Catibrum Teatro de Bonecos.

A programação reduzida em relação a outros anos demandou da curadoria atenção ainda maior. Estarão em Belo Horizonte grupos e artistas que efetivamente desenvolvem pesquisa na área. No caso da Cia. Truks, por exemplo, são 10 anos em que os objetos estão no centro das experimentações. A companhia paulista abre a maratona, amanhã, com sua nova montagem, Sonhatório.
Alberto Greiber/Divulgação
A Cia. Truks, de São Paulo, aposta na experimentação com objetos e traz 'Sonhatório' a BH (foto: Alberto Greiber/Divulgação)

Com texto e direção de Henrique Sitchin, o espetáculo usa coisas do cotidiano para contar a história de três internos num sanatório. Enquanto aguardam a comida na cozinha, os objetos mostram que não existem limites para a imaginação. “Frente a todo esse aparato tecnológico dos dias de hoje, o espetáculo mostra que também há coisas simples que podem ser legais”, comenta o diretor.

Ayelen Salerno/Divulgação
'Los cómicos del novecientos', da Cia. El Chonchón, reverencia ícones do cinema (foto: Ayelen Salerno/Divulgação )
Se a simplicidade é uma das características de Sonhatório, em O som das cores, a Catibrum Teatro de Bonecos apresenta o resultado de investigação mais sofisticada. O espetáculo, com texto inspirado em poema de Rainer Maria Rikle e livro do taiwanês Jimmy Liao, foi elaborado ao longo de nove meses. “Foi muito tempo de pesquisa e trabalho fechado mesmo. Chegamos a ficar 12 horas dentro da sala de ensaio. O resultado justifica todo esse tempo”, comenta Lelo.

O som das cores fará sua estreia no festival depois de ser apresentado em Juiz de Fora (MG), Piracicaba (SP) e Curitiba (PR). É a história de uma jovem de 15 anos que enfrenta labirintos na tentativa de recuperar a visão. A montagem mistura técnicas e bonecos de tamanhos variados. Se a protagonista tem 60cm, outros personagens alcançam até 1,5m. São utilizadas manipulações diretas e indiretas. “O cenário é pequeno, com 2,5m x 2,5m, que se transforma por causa de vários mecanismos. Ele proporciona uma grande viagem mesmo”, completa o criador.

Do mundo

Embora a programação internacional seja mais tímida que a de outros tempos, Lelo Silva garante que os espetáculos escolhidos podem surpreender. Será a primeira vez que o grupo galego El retrete, de Dorian Gray, vem a Belo Horizonte, com apresentações marcadas para segunda e terça-feiras. A companhia explora o território do teatro visual, físico e também da manipulação de objetos. Em Rúa Aire a técnica da vez é a construção de títeres com balões.

Guto Muniz/Divulgação
Lúcia é uma personagem encantadora (foto: Guto Muniz/Divulgação)
Os chilenos do Teatro de Muñecos Animados El Chonchón fazem com Los cómicos del novecientos uma homenagem a artistas como Charles Chaplin, Buster Keaton, Harold Lloyd, Ben Turpin, Laurel e Hardy, ícones do cinema mudo. Já o argentino Sérgio Mercúrio, conhecido como El Titeriteiro de Banfield, precisa da interação da plateia em Viejo (Velhos). Esta peça é a primeira de uma trilogia sobre a velhice.

TEATRO DE CAIXAS

Além dos espetáculos, uma das novidades do festival é mostra especialmente dedicada ao chamado teatro de caixa. São peças de curta duração apresentadas para, no máximo, dois espectadores. Elas serão apresentadas no dia 24, das 18h às 21h, no Prédio Verde da Praça da Liberdade. Entrada franca.

EDIÇÃO 2014

O 13º Festival Internacional de Teatro de Bonecos ainda nem começou e a produção da edição de 2014 já está avançada. No ano que vem, as atrações vão ocupar vários espaços do Circuito Cultural Banco do Brasil, durante todo o mês de março. Entre as companhias com presença confirmada estão Forman Brothers, da República Checa, e os franceses da Luc Amoros (com Page blanche) e La Licorne (com Spartacus).

PROGRAMAÇÃO

TEATRO IZABELA HENDRIX
Rua da Bahia, 2.020, Lourdes, (31) 3227-4472. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Sábado, dia 17 – 16h – Sonhatório com Cia. Truks (SP)
Domingo, dia 18 – 15h e 17h –O som das cores com Cia. Catibrum Teatro de Bonecos (MG)
Dia 19 – 19h – Seu Geraldo, voz e violão com Grupo Pigmalião Escultura que Mexe (MG)
20h – Rúa Aire com Cia. El Retrete de Dorian Gray (Espanha)
Dia 20 – 20h – Rúa Aire com Cia. El Retrete de Dorian Gray (Espanha)
Dia 22 – 19h – Seu Geraldo, voz e violão com Grupo Pigmalião Escultura que Mexe (MG)
Dia 24 – 15h e 17h – Rabisco, um cachorro perfeito com Cia. Maracujá (SP)
Dia 25 – 11h e 16h – Diário mal assombrado com Cia. Mevitevendo (SP)

TEATRO DA BIBLIOTECA PÚBLICA
Praça da Liberdade, 21, Lourdes, (31) 3227-4472. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Dias 19 e 20 – 20h – Los cómicos del novecientos com Cia. El Chonchón – (Argentina e Chile)

PRÉDIO VERDE
Praça da Liberdade (Esquina com Rua Gonçalves Dias), (31) 3227-4472. Entrada franca.

Dia 21 – 20h – Um príncipe chamado Exupery com Cia. Mútua (SC)
Dias 22 e 23 – 21h – Um príncipe chamado Exupery com Cia. Mútua (SC)
Dia 24 – Das 18h às 21h – Festival de caixas com Grupo Caixa 4 (MG), Cia. Mútua (SC), Catibrum Teatro de Bonecos (MG), Conceição Rosiere (MG), Pigmalião Escultura que Mexe (MG), Cia. Zina Vieira (MG), Cia Hermes Perdigão (MG).

TEATRO DOM SILVÉRIO
Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro, (31) 3209-8989. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Dia 22 – 21h – Viejos com El Titeriteiro de Banfield (Argentina)

Informações: www.festivaldebonecos.com.br

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS