Restos mortais de Pablo Neruda serão investigados na Espanha

Análise em laboratório pode corroborar hipótese de assassinato do poeta e prêmio Nobel

por AFP 10/07/2013 16:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Sergio Larrain/O Cruzeiro/Arquivo Estado de Minas - 30/03/1959
Apesar da versão oficial que relaciona a morte do escritor a um câncer de próstata, Justiça chilena investiga possível assassinato por agentes da ditadura de Pinochet (foto: Sergio Larrain/O Cruzeiro/Arquivo Estado de Minas - 30/03/1959 )
O juiz chileno Mario Carroza ordenou o envio de amostras dos restos mortais do poeta e prêmio Nobel Pablo Neruda à Universidade de Múrcia, na Espanha, onde serão submetidos a testes toxicológicos para determinar se foi envenenado pela ditadura de Augusto Pinochet.

"É autorizada a tomada de amostras ósseas de Pablo Neruda para sua análise estrutural e bioquímica e seu envio às dependências do Serviço Externo de Ciências e Técnica Forense da Universidade de Múrcia, na Espanha, sob a supervisão do Doutor Aurelio Luna Maldonado", afirma a resolução judicial a qual a AFP teve acesso.

O juiz solicitou a Luna Maldonado "a realização de ações e exames associados à investigação, como Difração de Raios X, Microscopia de Scanning, estudo de proteínas em osso, Estudo de lipídios e lipoproteínas, e todos aqueles que forem necessários para o cumprimento da diligência".


"É uma perícia muito importante e que nos dará a certeza científica que necessitamos em um ou outro sentido", disse à AFP o advogado e sobrinho de Neruda, Rodolfo Reyes. As perícias toxicológicas na Espanha serão realizadas em paralelo às análises que foram solicitadas à Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, para determinar se os restos contêm algum tipo de toxina que possa ter acelerado a morte do poeta.

Oficialmente, a morte de Neruda é atribuída ao agravamento de um câncer de próstata, mas após a afirmação de seu ex-assistente pessoal, Manuel Araya, de que poderia ter sido envenenado, investiga-se se foi assassinado por agentes da ditadura de Pinochet. O corpo do poeta foi exumado no dia 8 de abril.

 

[FOTO2] 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS