Por causa da Copa do Mundo, Flip do ano que vem será em agosto

Ainda há a definição a cerca da temática da edição de 2014, mas já é certo que ela acontecerá em outro período

por Agência Brasil 09/07/2013 11:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/ Facebook
(foto: Reprodução/ Facebook)
Realizada no início de julho desde sua criação, em 2003, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) vai mudar de mês no ano que vem. Por causa da Copa do Mundo, que será disputada de 12 de junho a 13 de julho do ano que vem no Brasil, a Flip ocorrerá um mês depois, em agosto. A informação foi divulgada pelos organizadores da Flip, durante balanço da 11ª edição, encerrada no domingo, 7. Ainda não definido o autor a ser homenageado no próximo ano, mas o processo de escolha já começou, disse o diretor-presidente da Flip, Mauro Munhoz. "Há três nomes fortes: Mário de Andrade, Rubem Braga e Lima Barreto", adiantou. Desde sua criação, a Flip homenageia a cada ano um importante nome da literatura brasileira. Para o curador da Flip, Miguel Conde, a escolha de Graciliano Ramos, homenageado deste ano, foi muito acertada, sobretudo diante do momento político vivido pelo país. "A Flip já tinha homenageado autores que permitiram uma discussão mais política, como Gilberto Freyre e Nelson Rodrigues, mas, no caso de Graciliano, essa reflexão se deu com mais força do que com outros escritores", destacou Conde. Segundo ele, as três mesas extras sobre as manifestações de protesto que, recentemente, tomaram as ruas do país enriqueceram os debates da festa literária. Ele lembrou que Graciliano Ramos é um autor pautado por "preocupações políticas na sua obra e pelas implicações do lugar do intelectual no Brasil". Os cinco dias da festa literária reuniram um público estimado entre 20 mil e 25 mil pessoas na cidade histórica de Paraty. Na opinião do diretor-presidente da Flip, um dos êxitos do evento é seu enraizamento na cidade, fruto das atividades que ocorrem o ano inteiro, no âmbito da Flipinha e da Flipzona, as versões da festa dedicadas, respectivamente, às crianças e aos jovens. "A relação entre os 360 dias [do ano] e os cinco dias [da Flip], cada vez mais, eu vejo que é extremamente importante." Também presente à entrevista coletiva, a inglesa Liz Calder, idealizadora da Flip, antecipou detalhes do primeiro evento internacional da festa literária brasileira, que ocorrerá de 4 a 6 de outubro em Suffolk, na Inglaterra. O Flipside Festival terá a participação de 12 artistas brasileiros, da literatura e da música, entre eles o escritor Milton Hatoum e cantora Adriana Calcanhotto.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS