Grupos e profissionais mineiros são selecionados para a 10ª Bienal Brasileira de Design Gráfico

"Podemos dizer com segurança que a representatividade do design mineiro nunca foi tão celebrada na Bienal Brasileira de Design Gráfico", afirma Bruno Porto, coordenador geral do evento

por Walter Sebastião 11/06/2013 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maria Tereza Correia/EM/D.A Press
A Hardy Design, da arquiteta Mariana Hardy, vai expor em SP (foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press)
Vários grupos e profissionais mineiros foram selecionados para a 10ª Bienal Brasileira de Design Gráfico, que será realizada de sexta-feira ao dia 30 no Memorial da América Latina, em São Paulo. Estão na lista Associação Imagem Comunitária, Designlândia, Estúdio Triciclo, Greco Design, Hardy Design, Iara Mol, João Grillo, LAB Design, Márcia Larica, Marina Brant, Nemer Fornaciari, New 360, Voltz Design, Rafael Maia, Rafael Neder, Ricardo Portilho, Lápis Raro e Simone Souza.

Os representantes do estado ganharam elogios de Bruno Porto, coordenador geral do evento. “Podemos dizer com segurança que a representatividade do design mineiro nunca foi tão celebrada na Bienal Brasileira de Design Gráfico. A produção se destaca tanto pela qualidade e excelência quanto pela variedade. Há projetos editoriais, promocionais, experimentais, de identidade, sinalização, exposições, cartazes, tipografia e embalagens”, afirmou ele.

“A bienal é um dos maiores – e dos poucos – eventos dedicados ao design gráfico, abrindo a possibilidade de mostrar o potencial do que se faz no Brasil. É uma grande vitrine para público e especialistas”, afirma Rafael Maia, um dos mineiros selecionados.

O júri foi formado por 89 pessoas de 13 países e oito estados brasileiros. Os jurados mineiros são a curadora Adélia Borges, o diretor de arte e professor de cinema Felipe Muanis e os designers Gustavo Greco e Ivan Ferreira.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS