Scarlett Johansson processa editora francesa

Usar a personalidade de Scarlett rendeu problemas judiciais ao escritor Grégoire Delacourt

por AFP 07/06/2013 16:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jon Furniss/ Divulgação
Scarlett sentiu-se atingida pela adaptação de sua imagem (foto: Jon Furniss/ Divulgação)
A atriz americana Scarlett Johansson decidiu processar a editora JC Lattès, do escritor francês Grégoire Delacourt, que em seu livro, 'La première chose qu'on regarde' ('A primeira coisa que olhamos'), coloca em cena um personagem sósia da artista. "Recebemos no dia 5 de junho uma citação judicial diante do Tribunal de Grande Instância de Paris, a pedido de Scarlett Johansson", indicou a editora à AFP. A atriz pede para o tribunal "reparar os danos causados pela violação e pelo uso fraudulento dos direitos relativos à personalidade" de Scarlett Johansson, e exige que a editora seja condenada ao pagamento de perdas e danos, explica a JC Lattès. Em seu livro, o autor descreve um encontro entre um mecânico "parecido com Ryan Gosling" e uma modelo "sósia perfeita de Scarlett Johansson". Os advogados da atriz americana de 28 anos também exigem a "cessão dos direitos e da adaptação da obra". "Este caso é ainda mais desconcertante se levarmos em conta que este romance é um hino às atrizes, a sua beleza e a sua inteligência, para afirmar justamente que a beleza interior é o que conta", ressalta a editora.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS