Cinthia Marcelle, Sara Ramo e Thiago Rocha Pitta representam Minas na 9ª Bienal do Mercosul

Evento será promovido em Porto Alegre e privilegiará autores jovens e pouco conhecidos

por Walter Sebastião 28/05/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcelo Sant'Anna/EM/D.A Press
Sara Ramo vai expor na bienal gaúcha (foto: Marcelo Sant'Anna/EM/D.A Press)
Cinthia Marcelle, Sara Ramo e Thiago Rocha Pitta são os mineiros selecionados para a 9ª Bienal do Mercosul, que ficará em cartaz em Porto Alegre (RS) a partir de 13 de setembro. A mostra 'Se o clima for favorável' tem Sofia Hernández Chong Cuy como curadora-geral.

O motivo em questão, explica Bernardo de Souza, também curador da bienal gaúcha, será a relação entre cultura e natureza. Buscou-se abordar a maneira como os artistas reagem a fenômenos naturais e ao desconhecido, identificando na ciência e na tecnologia ferramentas de contato com a natureza.

O evento privilegiará autores jovens e pouco conhecidos. De acordo com Bernardo, o contexto histórico em torno do tema será sinalizado por obras de veteranos de certa forma pouco conhecidos, mas referenciais para a Bienal do Mercosul. É o caso dos norte-americanos Robert Rauschenberg (1925 –2008) e Tony Smith (1912 – 1980). O primeiro está entre os criadores da pop art, enquanto Rauschenberg se destaca por seu minimalismo. Também marcarão presença o alemão Hans Haack e o filipino David Medalla, cujas obras cruzam arte, política e cultura. A pesquisa com tecnologia será vista nos trabalhos do grego Vassilakis Takis e do brasileiro Eduardo Kac.

“Vamos oferecer uma bienal universal, que discute um tema comum a todos os seres humanos, não importa onde eles vivam. Haverá muitas esculturas, até porque o tridimensional é aspecto fundamental”, conclui Bernardo de Souza.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS