Galpão Cine Horto celebra 15 anos de atividades

Espaço que se tornou referência em Belo Horizonte apresenta série de espetáculos que passaram por lá durante esses anos, além de outros eventos

por Mariana Peixoto 12/03/2013 09:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rubens Nemitz/Divulgação
O espetáculo Sobre dinossauros, galinhas e dragões está entre os que integram a programação (foto: Rubens Nemitz/Divulgação)
Quinze anos depois, o Galpão Cine Horto (GCH) está, há muito, consolidado como espaço que vai bem além do evento teatral. “Vemos o teatro como atividade fundamental constante e perene”, afirma Chico Pelúcio, diretor do GCH, reforçando que o espaço conta hoje, além de palco para apresentação de espetáculos, com centro de memória, selo editorial, videoteca. A comemoração começou agora e vai até o fim deste ano. Para celebrar, até dia 24  está sendo realizado no espaço da Rua Pitangui a primeira edição do Festival Cena-Espetáculo.

Em apresentações gratuitas, estão sendo encenados 15 espetáculos montados nos últimos cinco anos. Todos surgiram em dois projetos caros ao Cine Horto, o Cenas Curtas e o Cena-Espetáculo. “Quando fomos fazer a programação, olhamos para trás e vimos a produção imensa que nem nós tínhamos noção. Houve espetáculos importantes que não estão na programação por questões práticas e também pelo critério dos cinco anos”, continua Pelúcio, citando o 'Por Elise', primeira montagem do Espanca!, nascida justamente de uma cena curta.

Hoje e amanhã, será apresentada a montagem 'Quintal', da Cia. Casca, encenado durante o Cena-Espetáculo de 2011 e resultado de pesquisa sobre a poesia de Manoel de Barros. Quinta e sexta será a vez de '1999=10', do agrupamento Quem somos nós, de Dudude Herrmann. E, no fim de semana, também em duas sessões, será apresentado 'Av. Pindorama 171', do Teatro 171. A partir do dia 18, tem início a programação de montagens nascidas a partir do Cenas Curtas.

O ingresso deve ser trocado na bilheteria do local por um retrato 3x4. Os retratos recolhidos durante o evento vão estar num mural que será instalado na nova sede do Cine Horto e do Grupo Galpão. Em terreno no fim da Avenida dos Andradas, no Bairro Esplanada, o grupo de teatro e o Cine Horto vão se unir. “Estamos com o projeto pronto (10 mil metros quadrados de área construída em quatro andares) e atrás de dinheiro para começar a construir”, continua Pelúcio. Nesse espaço vai caber um auditório, teatro de bolso, teatro, alojamento para artista, sala de aula, estúdio de gravação, café e loja. “O novo prédio vai permitir que outros tantos projetos que não conseguimos efetivar por falta de espaço físico sejam realizados”, conclui Pelúcio.

FESTIVAL CENA-ESPETÁCULO
Até dia 24, no Galpão Cine Horto, Rua Pitangui, 3.613, Horto, (31) 3481-5580. Entrada franca (cada ingresso deve ser trocado na bilheteria por uma foto 3x4). Informações: www.galpaocinehorto.com.br.

AGENDA CHEIA

Além das apresentações, o Festival Cena-Espetáculo vai contar com eventos paralelos. Sábado, a partir das 19h, serão lançados o número 9 da revista Subtexto de teatro, produzida pelo Centro de Pesquisa e Memória do Galpão Cine Horto; os livros É só uma formalidade e outro lado, do grupo Quatroloscinco e Circulação 1999=10 – Do teatro ao espaço público, de Dudude Herrmann e do agrupamento Quem somos nós; e os vídeos 1999=10, de Marcelo Kraiser, e Dinas: Pequeno registro, dos grupos Primeira Campainha e Heliogábalus. No dia 23, às 16h, o projeto Sabadão vai apresentar uma reflexão dos 15 anos do Cine Horto; e no domingo, dia 24, às 21h, haverá festa de encerramento do festival e de abertura das comemorações do centro cultural com show da banda Dialética Baiana. Para a festa será cobrada entrada de R$ 10.

O que ver

>> Nesta terça e quarta, 21h – Quintal
>> Quinta e sexta, 21h – 1999=10
>> Sábado, 21h; domingo, 19h – Av. Pindorama 171
>> Dia 18 – 19h, ...E peça que nos perdoe; 21h, Trans
>> Dia 19 – 19h, É só uma formalidade; 21h, Pedaço de homem cercado por outro de todos os lados
>> Dia 20 – 19h, Diário do último ano; 21h, Nem o pipoqueiro
>> Dia 21 – 19h, Sobre dinossauros, galinhas e dragões; 21h, Conversa séria de calcinha e soutien
>> Dia 22 – 19h, As rosas do jardim de Zula, 21h; Sobreviventes: Reeditados e dispersos
>> Dia 23 – 19h, A noite devora seus filhos
>> Dia 24 – 21h, Festa de encerramento

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS