Brasileiros marcam presença na Bienal de Sharjah, maior evento artístico do mundo árabe

Marcado para o mês de maio, evento é realizado nos Emirados Árabes Unidos e tem curadores que integraram a Bienal de Veneza

por Estado de Minas 10/03/2013 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pablo Lobato/divulgação
Bronze revirado, do mineiro Pablo Lobato, estará na Bienal de Sharjah (foto: Pablo Lobato/divulgação)
O maior evento artístico do mundo árabe, a Bienal de Sharjah, promovida de quarta-feira até 13 de maio, em Sharjah, Emirados Árabes Unidos, terá a presença dos brasileiros Pablo Lobato, Ernesto Neto e Lucia Koch. A mostra tem curadoria da japonesa Yuko Hasegawa, que integrou o corpo curatorial da Bienal de Veneza de 1999. Ela se inspirou no pátio presente com frequência na arquitetura islâmica, em particular nos edifícios históricos de Sharjah, onde elementos do público e do privado se entrelaçam. Hasegawa propõe uma nova cartografia cultural, que reconsidere as relações entre o mundo árabe, Ásia, Extremo Oriente e Norte da África.

A curadora japonesa começou a analisar obras de arte e práticas que ressoam com vertentes desse tema: complexidade e diversidade de culturas e sociedades; relações espaciais e políticas; noções sobre novas formas de contato, diálogo e intercâmbio; e a produção, através da arte e práticas arquitetônicas, de novas formas de conhecer, pensar e sentir.
 
A curadoria de Hasegawa inclui o comissionamento de obras a 24 artistas, incluindo Saadane Afif, Tiffany Chung, Yang Fudong, Runa Islam, Nasir Nasrallah, Otobong Nkanga, Anri Sala, Wael Shawky, Ryuichi Sakamoto, Seigen Ono e Shiro Takatani, além dos brasileiros Lucia Koch e Ernesto Neto. Cinthia Marcelle, Angelica Mesiti e Pablo Lobato, que participaram do 17º Videobrasil, estão entre os artistas selecionados. A obra do mineiro Pablo Lobato escolhida, Bronze revirado, integrou a mostra Panoramas do Sul em 2011.


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS