Exposição no metrô de São Paulo reúne conselhos de anônimos

Mostra 'Me dê um conselho', do designer gráfico Daniel Motta, leva sugestões de desconhecidos aos espaços públicos da capital paulista

por Agência Brasil 04/03/2013 15:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Me dê um conselho/ Estação República do Metrô
(foto: Me dê um conselho/ Estação República do Metrô)

Usuários do metrô de São Paulo podem conferir a exposição itinerante 'Me dê um conselho'. A mostra itinerante, que passará pelas estações República, Alto do Ipiranga e Santana, é parte de um projeto do designer gráfico Daniel Motta, que entre março de 2010 e setembro de 2011 percorreu vários pontos da cidade, entre eles a Avenida Paulista e o Parque Ibirapuera, para coletar os conselhos de anônimos, que foram depositados em uma urna de madeira.


Cada uma das regiões da cidade foi visitada pelo menos uma vez, contou Motta. Foram recebidos mais de 2 mil conselhos, desde mensagens curtas como 'Seja feliz' e 'Vá para a praia' até textos muito longos, que, segundo Motta, “viravam a folha”. Cerca de 300 foram reunidos em um livro e 20 compõem a exposição.


Me dê um conselho/ Estação República do Metrô
(foto: Me dê um conselho/ Estação República do Metrô)

“Recebi (conselhos) de todo tipo: religiosos, sexuais, políticos. Tinha gente que não entendia o que era e então perguntava do que se tratava, tinha gente que dava número para jogar na Mega Sena. Tinha gente que deixava telefone dizendo que estava procurando namorado. Era muito variado”, lembrou o designer.


De acordo com Motta, a ideia do projeto surgiu de outra exposição que ele fez no metrô. “Em 2005, lancei um livro de ilustrações e fiz uma exposição no metrô. Por causa dessa exposição é que surgiu a ideia porque tinha um livro de assinaturas em que as pessoas deixam seus comentários sobre a exposição, e comecei a achar aquilo muito engraçado. As pessoas escreviam coisas inusitadas sobre o meu trabalho. Fiquei com vontade de fazer algo relacionado a isso, sobre a opinião das pessoas, estimulando-as a escrever algo para mim”, contou ele, em entrevista à Agência Brasil.


 Me dê um conselho/ Estação República do Metrô
(foto: Me dê um conselho/ Estação República do Metrô)

O designer disse que é a primeira vez que ele fez um projeto interativo. “Quando você faz um projeto seu, de desenho ou texto, você sabe exatamente o que vai acontecer. Quando há mais pessoas envolvidas, você nunca sabe o resultado. Foi muito legal. As pessoas, às vezes, não têm com quem falar ou dividir algum pensamento, e (nesse caso) acabaram escrevendo. Às vezes, pareceu ser uma válvula de escape para as pessoas que queriam desabafar alguma coisa.”


Cada um dos conselhos selecionados para o livro ou para a exposição foi ampliado, mantendo a caligrafia do autor. “Espero que as pessoas se divirtam, olhem, deem risada e se interessem em conhecer mais sobre o projeto. No cartaz da exposição escrevi para as pessoas postarem fotos no Instagram ou no Facebook (redes sociais na internet) com a hashtag #medeumconselho, que é um jeito de tentar manter a interatividade do projeto.”


A exposição fica na Estação República até o dia 9 de março. Em seguida, será levada às estações Alto do Ipiranga (de 10 de março a 9 de abril) e Santana (de 10 de abril a 10 de maio).



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS