Tratamento dirigido é um dos temas abordados, hoje, no Memorial da Vale

por Estado de Minas 16/02/2013 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fabiana Eliza/divulgação
Priscila Resende em Bombril (foto: Fabiana Eliza/divulgação )
Teatro, dança, poesia e artes plásticas se mesclam nos experimentos que os artistas Wilson Avelar e Priscila Resende apresentam hoje nas áreas externa e interna do Memorial Minas Gerais Vale, na Praça da Liberdade (esquina com Rua Gonçalves Dias).

Bombril é o nome da performance de Priscila, que poderá ser conferida às 15h. Em meio a panelas, colheres e utensílios de cozinha, ela questiona o tratamento dado aos negros pela sociedade brasileira.

“O nome do meu trabalho faz referência, de forma pejorativa, às características do cabelo e da imagem do negro, ressaltando como a sociedade usa palavras negativas para se referir a essa raça”, explica ela.

Das 10h às 14h, na Praça da Liberdade, Wilson Avelar comandará a interferência O que você faria com um metro de linha. Almofadas brancas serão colocadas nos bancos para que o público ali expresse o que o artista chama de “escrita criativa”.

Às 16h, o memorial apresentará o show do cantor Sanducka, que vai interpretar canções de seu disco Bons amigos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS