Projetos oferecem recursos e visibilidade a autores iniciantes

Quem sonha fazer carreira nas artes pode se inscrever em concursos e prêmios de diversas instituições do país

por Walter Sebastião 14/01/2013 09:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jurandy Valença/Divulgação
(foto: Jurandy Valença/Divulgação)
Está aberta a temporada de oportunidades para escritores, cineastas, atores, fotógrafos e demais artistas levarem seu talento a público. As edições deste ano de concursos, editais e prêmios já estão recebendo inscrições. Quem experimentou garante: vale a pena tentar.

O diretor de teatro e professor Juarez Guimarães Dias acredita que concursos e editais podem colaborar para impulsionar uma carreira. Integrante do Grupo Pierrot Lunar, ele foi um dos selecionados pelo programa Bolsa de Criação Literária Funarte/Biblioteca Nacional 2012, cujo resultado saiu em dezembro.

Juarez recebeu R$ 15 mil para escrever, em seis meses, O romance da Casa. A ficção tem como protagonista a Casa do Sol – chácara a 11 quilômetros de Campinas (SP), onde viveu a escritora Hilda Hilst (1930-2004). O imóvel abrigou presos políticos durante a ditadura militar e funcionou como espaço de convívio de artistas. Daquele local de criação podiam ser vistos discos voadores, assegurava Hilda. Plantado no terreno da chácara, um pé de figo atendia pedidos, jurava ela.

Juarez Guimarães Dias diz que sua primeira estadia nessa chácara tão especial se dará este mês. Depois da morte de Hilda Hilst, o espaço se tornou instituto cultural e centro de estudos, desenvolvendo programas de residência. “Os recursos da bolsa me darão condições de arcar com as despesas da viagem e da pesquisa, além de permitir dedicação integral ao projeto. Não precisarei dividir o tempo com outras atividades”, comemora o professor.

Outro motivo de satisfação para Juarez Guimarães: o concurso da Funarte seleciona três trabalhos para publicação. “Quem sabe não consigo, finalmente, começar uma carreira há muito sonhada?”, afirma. Juarez já publicou tese de mestrado sobre Hilda Hilst e guarda dois romances inéditos na gaveta.

MACHADO
Outra oportunidade para quem se dedica às letras: até o dia 20, estarão abertas as inscrições para o número especial da revista Machado de Assis – Literatura brasileira em tradução, voltada a autores de obras para crianças e jovens. O objetivo é estimular a publicação de textos de escritores brasileiros em outros países.

O lançamento da edição está previsto para março de 2014 na Feira do Livro para Crianças de Bolonha, na Itália, que homenageará o Brasil. O conteúdo da publicação está disponível no endereço www.machadodeassismagazine.bn.br.

O terceiro número da revista receberá inscrições de traduções para inglês ou espanhol de trechos de obras publicadas no Brasil. Os textos devem ter no máximo 15 mil caracteres (sem contar espaços) em formato Word.

Também é necessário enviar amostra de pelo menos três páginas escaneadas do texto visual, se houver esse material. Elas deverão ser anexadas à declaração de liberação de direito de autor do original traduzido e do tradutor para a revista de circulação internacional (em formato impresso, digital e no site da publicação). É obrigatório indicar o título da obra original em português, sua editora e o ano de lançamento. O mesmo vale para criações visuais. Informações podem ser obtidas no Centro Internacional do Livro (cil@bn.br). Telefones: 5521-2220-2057 ou 5521-2220-1994.

NEGROS EM FOCO
A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) estendeu até 4 de fevereiro o prazo de inscrição no edital Pontos de Leitura de Cultura Negra. Prevê-se a implantação de 27 pontos dedicados ao fomento da leitura nas comunidades onde estão inseridos, além de oficinas visando à formação de escritores. O objetivo da iniciativa é ampliar a presença de criadores negros na cultura brasileira. Outra iniciativa da FBN, com inscrições até 20 de março, são bolsas de projetos de pesquisa para doutores, mestres e juniores. Os valores previstos são, respectivamente, de R$ 30 mil, R$ 22,8 mil e R$ 6 mil, em 12 parcelas.


FIQUE ATENTO
. Memória

Vai até 24 de fevereiro o prazo de inscrição para o Prêmio Ibram, concedido pelo Instituto Brasileiro de Museus, dedicado à memória do esporte olímpico. Serão selecionadas 12 iniciativas voltadas para a preservação da história do esporte em contexto de apoio a ações de divulgação e difusão de acervos. Cada contemplado receberá
R$ 35 mil. Informações: www.museus.gov.br.

. Roteiro
Termina amanhã o prazo de inscrições no concurso de roteiros on-line Filma Brasil sobre o tema sustentabilidade. O edital oferece R$ 50 mil ao autor de melhor texto de curta-metragem (de cinco a 10 minutos) e R$ 85 mil ao autor de melhor média-metragem (de 15 a 52 minutos). O dinheiro deve ser usado na realização dos filmes. Inscrições podem ser feitas no site www.filmabrasil.com. Interessados devem enviar roteiro e vídeo preview de até 90 segundos (depoimento ou montagem indicando como o autor imagina a obra pronta). O edital tem como objetivo revelar talentos e incentivar a produção e a difusão da cultura brasileira. Os filmes serão exibidos no Museu da Imagem e do Som (MIS), na rede Cinemark e na televisão.

. Cinema

Até 5 de fevereiro, aceitam-se inscrições de vídeos para a mostra Curta o gênero 2013. O evento será realizado em Fortaleza, no Ceará, com a proposta de repensar os limites entre ser homem e ser mulher, revertendo papéis historicamente construídos. A proposta é combater a intolerância e a violência. Podem participar produções de no máximo 20 minutos, concluídas a partir de 2010, em três categorias: documentário, ficção e animação. Os trabalhos devem ter como elemento central relações de gênero, diversidade sexual, raça ou classe. Informações e formulário de inscrição: www.curtaogenero.org.br.

A bênção, Verger

Até 8 de março, poderão ser feitas inscrições em um dos mais importantes prêmios brasileiros de fotografia: o Pierre Verger. Nas edições anteriores, premiava-se apenas o conjunto de fotos, mas a partir de agora, R$ 120 mil serão distribuídos em três categorias: livre temática e livre técnica; fotografia documental; e trabalhos de inovação e experimentação fotográfica. Informações e inscrições: www.fundacaocultural.ba.gov.br.

Aclamado internacionalmente, o fotógrafo francês Pierre Verger (1902-1996) viajou por vários países de todos os continentes, registrando culturas então ignoradas pelo chamado mundo ocidental. Na década de 1940, ele se radicou em Salvador. Tornou-se pesquisador respeitado da cultura africana depois de ganhar uma bolsa de estudos, que lhe permitiu morar vários anos em países como Nigéria e Benin.

O Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger é aberto a brasileiros e estrangeiros (com permanência legalizada no país) maiores de 18 anos, que devem apresentar projeto não premiado. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas exclusivamente via Correios. As fotografias devem estar impressas e ter tamanho 20cm x 30cm.

Bianual e criado em 2002, o prêmio já contemplou dois mineiros que se destacam na cena da fotografia contemporânea brasileira: Pedro David (edição 2010/2011), com a série O jardim, e Rodrigo Albert (2005/2006), autor de Costumes e ofícios, gentes, lugares e mitos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS