Luíza Glória autografa o livro Histórias de Glória, e outros casos de Leitão nesta sexta-feira

Publicação conta a história de uma família mineira

por Carlos Herculano Lopes 09/11/2012 09:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
(foto: Divulgação)
Contar a trajetória da família Glória, que é muito conhecida em Braúnas, no Vale do Rio Doce, tendo como pano de fundo a própria história da cidade, foi o objetivo ao qual se propôs a jornalista Luíza Glória, atual produtora executiva da Rádio UFMG Educativa. O resultado da pesquisa, que foi premiada no Expocom Sudeste 2011– Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação, resultou no livro Histórias de Glória, e outros casos de Leitão, que a autora autografa nesta sexta-feira, no Sindicato dos Jornalistas. Luíza Glória, que vive em Belo Horizonte, conta que começou a se interessar pelos assuntos da família quando ainda era menina e frequentava a Fazenda Serra Negra, de propriedade de parentes do lado materno, em Braúnas. “Ficava atenta a todas as histórias contadas não só pelos parentes, como também pelos empregados”, diz. De um dos personagens do livro, Zé Mariano, ouviu a frase, que foi muito importante no decorrer da sua escrita: “Se não tiver passado, não existe história”. Depois de explicar, no início do relato, que chama de Glória as famílias dos herdeiros de Napoleão de Magalhães Glória, o seu Nonô, e Maria José de Barros, que se casaram em 1935, a autora vai tecendo, fio a fio, as ramificações que se originaram dessa união até os dias de hoje. “Procurar essas histórias foi de um prazer nunca antes experimentado. São boas histórias, embora nem sempre belas”, registra Luíza. Histórias de Glória e outros casos de Leitão Lançamento do livro de Luíza Glória. Hoje, a partir das 18h30, no Sindicato dos Jornalistas – Avenida Álvares Cabral, 400, Centro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS