Claudio Tozzi, Antonio Henrique Amaral e Ivald Granato expõem trabalhos em BH

Mostra foi organizada pelo crítico Olívio Tavares de Araújo

17/10/2012 09:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Tina Carvalhaes/divulgação
Obra de Antonio Henrique Amaral, que expõe em BH (foto: Tina Carvalhaes/divulgação)
Três destaques da arte contemporânea brasileira – Claudio Tozzi, Antonio Henrique Amaral e Ivald Granato – expõem trabalhos a partir de hoje em BH. A mostra foi organizada pelo crítico Olívio Tavares de Araújo em parceria com Errol Flynn Júnior, proprietário da galeria onde 33 obras do trio poderão ser conferidas. Os artistas exibirão tanto a produção atual quanto as realizadas nos anos 1980 e 1990. “Trata-se de mostra quase institucional. Dessas que, de tempos em tempos, vêm para preencher lacunas”, explica Olívio Tavares de Araújo. O paulistano Cláudio Tozzi, de 68 anos, chamou a atenção por empregar elementos da linguagem pop e por representar cidades e elementos arquitetônicos em suas obras. Aos 77 anos, o paulista Antonio Henrique Amaral tem seu trabalho marcado por influências surrealistas. Ele também se aproximou da arte pop e da gravura popular, além de conferir especial atenção à temática social. O fluminense Ivald Granato, de 63 anos, foi um jovem influenciado pelos cubistas. Nos anos 1970 e 1980, fez performances e intervenções com o emprego do vídeo e da fotografia – mas sempre ganhou reconhecimento pelo desenho e pela pintura que produziu. Três mestres da maturidade Trabalhos de Claudio Tozzi, Ivald Granato e Antonio Henrique Amaral. Errol Flynn Galeria de Arte. Rua Alagoas, 977, Savassi. Abertura hoje, às 20h, para convidados. De segunda a sexta-feira, das 9h às 19h; sábado, das 9h às 13h. Até 3 de novembro.

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS