Um é bom, dois também

Começa hoje e vai até domingo, no Teatro Klauss Vianna, o projeto 1,2 na dança, com apresentações de solos e duos de quatro estados

por Carolina Braga 20/09/2012 12:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Renato Mangolini/divulgação
Em O homem vermelho, Marcelo Gomes relata sua experiência durante o tratamento de um linfoma (foto: Renato Mangolini/divulgação )
 
Quem costuma acompanhar o 1,2 na dança, certamente vai notar. A nona edição, que será realizada de hoje a domingo, no Oi Futuro Klauss Vianna, está menor em relação aos outros anos. Mas, felizmente, as dificuldades de captação de recursos, que estão se tornando cada vez mais comuns no universo da produção cultural, não afetaram a qualidade do que será mostrado no palco. “Será uma edição pequena, mas bem honesta”, resume uma das idealizadoras, Jacqueline Castro. 

O espetáculo O homem vermelho, do bailarino Marcelo Braga, abre a programação. Trata-se de solo no qual o intérprete relata a própria experiência durante o tratamento de um linfoma. “É uma proposta de superação. Ele começou a carreira artística aqui em Belo Horizonte. É legal poder contar a história do Marcelo”, diz Jacqueline. Em 55 minutos, o artista mistura linguagens como dança, teatro, cinema e música na criação de uma espécie de jogo da memória. 

A partir de amanhã, ganham destaque na programação espetáculos de curta duração, como Ainda há alguma constelação para contar, de Ariane de Freitas e Ivan Sodré; O alfaiate de livros, de Otávio Bastos, Tresantontem, de Cibele Maia; Alívio, de Aretha Maciel e André Rosa; Fotografia, de José Antônio Sampaio; e Nihil Obstat, de Jorge Garcia. “São criações de três estados – Pernambuco, Bahia e São Paulo – mais as três estreias mineiras”, detalha Jacqueline. De acordo com a curadora, hoje em dia estão cada vez mais comuns solos ou duos de dança com mais de 20 minutos de duração.

O 1,2 na dança também oferece oficina com entrada franca com o coreógrafo paulista Jorge Garcia. Ele vai compartilhar técnicas de improviso, que vem desenvolvendo nos últimos seis anos com sua companhia. O workshop será de 24 a 27 deste mês, entre 20h30 e 22h30; no dia 28, das 19h às 23h; e no dia 29, entre 10h e 18h. 
 
O que ver
» Hoje 
O homem vermelho – Marcelo Braga (RJ)

» Amanhã
Ainda há alguma constelação para contar – Ariane de Freitas e 
Ivan Sodré (MG) 
O alfaiate de livros – Otávio Bastos (PE)

» Sábado
Tresantontem – Cibele Maia (MG) 
Alívio – Aretha Maciel e André 
Rosa (MG) 

» Domingo 
Fotografia – José Antônio Sampaio, o China – (BA)
Nihil Obstat – Jorge Garcia (SP) 
 
1, 2 na Dança – Mostra Internacional de Solos e Duos

De hoje a sábado, às 21h, domingo, às 19h, no Teatro Oi Futuro; Klauss Vianna. Av. Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras, (31) 3222-1438. Ingressos: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia).  


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS