Ambientes urbanos inspiram nova exposição no Espaço TIM UFMG do Conhecimento

Exposição Filhos de Quem III ficará em cartaz até 8 de outubro com entrada gratuita

por Agência Minas 18/09/2012 12:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pedro Furtado/divulgacao
(foto: Pedro Furtado/divulgacao)

Leituras do espaço urbano e suas interações sociais compõem a exposição Filhos de Quem III, que será inaugurada nesta quarta-feira (19), às 19h, no Espaço TIM UFMG do Conhecimento, no Circuito Cultural Praça da Liberdade. Em sua terceira edição, a mostra é formada por quatro propostas idealizadas em sala de aula por estudantes de diferentes disciplinas dos cursos de Design da Escola de Arquitetura da UFMG.

Segundo a coordenadora do Núcleo de Expografia do espaço, Verona Segantini, o tema urbano é o eixo que articula essas vertentes. “As obras fazem referência ao modo como as pessoas vivem na cidade e suas articulações com o mundo contemporâneo. Expressa a relação com tempo e espaço, ou seja, como nossa sensibilidade é construída nesse ambiente”, explica. As peças foram construídas com materiais próprios da cidade, explorando também os conceitos de efêmero e descartável.

A seção Senta que lá vem história é o resultado de uma disciplina que trabalhou com o verbo “sentar”. Modelos clássicos de cadeiras e bancos de praças públicas foram reproduzidos com madeira, papelão, metal e fibras. “Os trabalhos trazem tanto o espaço arquitetônico quanto o espaço público de convivência. A ideia era que os alunos fizessem peças que se aproximassem ao máximo de produtos originais construídos no princípio e meados do século XX”, conta a professora Márcia Luiza França, idealizadora do projeto Filhos de Quem.

Esculturas de papelão retratam, em diversos aspectos, o processo evolutivo dos seres humanos. “Os alunos pesquisaram formas e situações relacionadas com a história da existência do homem e suas conquistas tecnológicas, de modo a escolherem entre as descobertas algo que pudesse se tornar sensível enquanto objeto escultórico”, relata o professor do Departamento de Tecnologia da Arquitetura e do Urbanismo, Fernando José da Silva.

Para esse conjunto, chamado Papelo, papeleira, papeluda, despapelada, os autores buscaram referências em filmes, elementos históricos, quadrinhos, instrumentos musicais e até em jogos. Alice no País das Maravilhas, por exemplo, foi escolhido como um dos temas porque remete à criatividade do imaginário infantil. Já a Torre Eiffel faz referência à Exposição Universal francesa, de 1889.

A escadaria do Espaço TIM UFMG também é suporte para a mostra e será transformada em uma ladeira de azulejos. “A instalação Lá vem o design subindo a ladeira chama atenção para o design de superfície, que trabalha o aspecto comunicativo da superfície”, conta Márcia. “Nessa vertente, os visitantes vão poder interagir com as peças, brincando com as cores e formatos e montando novas composições”, completa.

A exposição se completa com a seção Deu Lag!. Considerando a forte presença de jogos no mundo contemporâneo, a disciplina Introdução ao Design teve como proposta a produção de jogos feitos em papelão. A interação permite que o público experimente melhor o que é o Design, conhecendo sua história.

Filhos de Quem III ocupará o segundo e o quinto andar do Espaço TIM UFMG do Conhecimento e ficará exposta, do dia 19 de setembro a 8 de outubro, com entrada gratuita. O museu funciona de terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Às quintas-feiras, o horário se estende até 21h. Para mais informações, acesse o site espacodoconhecimento.org.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS