Circuito Cultural Praça da Liberdade oferece diversão durante o feriado da Independência

Espaços culturais estarão abertos e terão programação especial e atividades gratuitas a partir desta quinta-feira, 6, à noite

por Agência Minas 06/09/2012 14:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O feriado do dia 7 de setembro é uma ótima oportunidade para visitar os museus do Circuito Cultural Praça da Liberdade. O Museu das Minas e do Metal, o Espaço TIM UFMG do Conhecimento, o Memorial Minas Gerais-Vale, o Centro de Arte Popular-Cemig e o Museu Mineiro, que integram o Circuito, estarão abertos durante o feriado da Independência e também durante todo o final de semana. Para quem quiser começar a curtir o feriado já na quinta-feira (06) à noite, os museus estarão abertos até as 22h, com entrada gratuita. Neste dia, os espaços também oferecerão programação especial para o público. No Memorial Minas Gerais-Vale haverá uma apresentação gratuita da Orquestra Filarmônica, às 19h30. Antes disso, as pessoas que passarem pela praça irão ver uma projeção dos músicos na porta do Memorial, em uma espécie de jogo de sombras. Já no Museu das Minas e Metal haverá exibição do filme “De Profundis”, uma animação deMiguelanxo Prado, que foi um dos criadores do filme “Homens de Preto”. Na sexta, dia 7, a boa pedida é passar o dia na Praça da Liberdade. Os museus do Circuito Cultural estarão todos abertos, com atividades para agradar toda a família. E no domingo, dia 9, ainda é possível visitar o Palácio da Liberdade, que ficará aberto ao público, das 9h às 12h30. Confira o funcionamento do Circuito Cultural Praça da Liberdade durante o feriado: Espaço TIM UFMG do Conhecimento Inaugurado em 2010, o espaço é resultado da parceria do Governo de Minas com a empresa de telefonia TIM e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e ocupa o antigo prédio da Reitoria da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), na Praça da Liberdade. O prédio de cinco andares abriga um planetário de última geração - único em Minas -, observatório astronômico e um conjunto de exposições temáticas interativas que abordam assuntos como o universo, a vida na Terra, o meio ambiente e os processos humanos de simbolização e trocas sociais, com cenários interativos e muita tecnologia. Quinta-feira: das 10h às 21h. Sexta, sábado e domingo, das 10h às 17h. A entrada é gratuita. Museu das Minas e do Metal A relação da história de Minas Gerais com a riqueza de suas minas e a metalurgia é intrínseca e marcante desde as origens da região. Por essa razão, mais do que um acervo, o Museu das Minas e do Metal, inaugurado em 2010, uma parceria do Governo de Minas com o Grupo EBX Investimentos, é o retrato do legado do processo de desenvolvimento econômico, social e cultural do Estado. Além de colocar a mineração e a metalurgia em perspectiva histórica, o espaço desvenda o papel do metal na vida humana, ilustrando sua diversidade, características, processos produtivos e sua inserção no imaginário coletivo. Quinta-feira: das 12h às 22h. Sexta, sábado e domingo, das 12h às 18h. Entrada R$ 6,00 inteira / R$ 3,00 meia. Na quinta-feira, a entrada é gratuita. Memorial Minas Gerais-Vale Terceiro equipamento a ser aberto ao público, com inauguração em 30 de novembro de 2010, o Memorial Minas Gerais - Vale, viabilizado por meio da parceria entre o Governo de Minas e a Vale, foi instalado no antigo prédio da Secretaria de Estado da Fazenda. A iniciativa, enfoca a história geral do Estado.  A proposta do nemorial reúne, em um mesmo espaço, toda a riqueza cultural do Estado, desde o século XVIII até o cenário contemporâneo, incluindo uma perspectiva futurista. História, literatura, moda, patrimônio, tudo isso sob um recorte que apresenta o novo a partir da constituição da memória mineira. Quinta-feira: entrada das 10h às 21h30, com permanência até às 22h. Sexta e sábado, entrada das 10h às 17h30, com permanência até às 18h. Domingo: entrada das 10h às 15h30, com permanência até às 16h. A entrada é gratuita. Centro de Arte Popular-Cemig Inaugurado em março de 2012, o Centro de Arte Popular - Cemig funciona no prédio do antigo Hospital São Tarcísio. O espaço privilegia a riqueza e a diversidade das manifestações culturais populares, valorizando o trabalho dos artistas que traduzem no barro, na madeira e em outros materiais o universo em que vivem. No espaço, o público pode conhecer obras de artistas de várias regiões do Estado como o Vale do Jequitinhonha, Cachoeira do Brumado, Divinópolis, Prados, Ouro Preto, Sabará e outras, fornecendo uma dimensão ampla da cultura mineira. O projeto do CAP é dos renomados arquitetos Janete Ferreira da Costa e Acácio Gil Borsoy. Quinta-feira: das 12h às 21h. Sexta, sábado e domingo: das 12h às 19h. A entrada é gratuita. Museu Mineiro O Museu Mineiro, localizado na Avenida João Pinheiro, 342, é uma construção do final do século XIX e revela a arquitetura que marcou oficialmente a fase inicial da cidade: características ecléticas recuperam as linhas básicas da arquitetura greco-romana e renascentista e apresentam ornamentos de nítida aparência afrancesada. Atualmente, o espaço reúne 36 coleções vindas de outras instituições e de particulares. Destacam-se a Coleção Arquivo Público Mineiro, Coleção Geraldo Parreiras, Coleção Pinacoteca do Estado de Minas Gerais, Coleção Iepha-MG, Coleção Jeanne Milde, Coleção Hidelgardo Meirelles, Coleção Irma Renault, Coleção Rede Manchete e Coleção Servas. Quinta-feira: das 12h às 21h. Sexta, sábado e domingo: das 12h às 19h. A entrada é gratuita. Palácio da Liberdade O Palácio da Liberdade é um dos principais cartões postais de Belo Horizonte. Prédio central do conjunto arquitetônico da Praça da Liberdade, o Palácio foi construído em estilo eclético com influência neoclássica. Inaugurado em 1897, o edifício serviu de moradia a vários governadores. Entre 2004 e 2006, o Palácio passou pelo maior processo de restauração desde sua inauguração, revelando verdadeiras obras de arte escondidas pelo tempo. O espaço é aberto para visitação em grupos de 15 pessoas, seguindo roteiro definido por técnicos do Iepha. O trajeto da visita envolve 30 cômodos, durando em média 30 minutos. Domingo, das 9h às 12h30. A entrada é gratuita.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS