Filme mineiro Baronesa é selecionado para festival de Marseille

Dirigido por Juliana Antunes, longa foi premiado em Tiradentes e agora fará sua estreia internacional

por Estado de Minas 08/06/2017 13:17

Baronesa / Divulgação
Filme mostra o drama e o heroísmo de duas mulheres da Região Metropolitana de BH (foto: Baronesa / Divulgação )
Grande destaque da edição deste ano do Festival de Tiradentes, Baronesa está prestes a alçar voos internacionais. Primeiro filme da diretora mineira Juliana Antunes, o longa foi selecionado para o Festival de Marseille, realizado na França entre os dias 11 e 18 de julho. 

 

 

Baronesa é um docudrama, híbrido de ficção e documental. Estão em cena duas mulheres, Andreia e Leidiane. A primeira é manicure e está economizando para se mudar para o Bairro Baronesa, na Região Metropolitana de BH, tentando fugir do tráfico de drogas. A outra cuida sozinha dos filhos, pois o marido está preso. 

 

Em Tiradentes, a produção venceu o Troféu Barroco da 20ª Mostra de Cinema, além do Prêmio Helena Ignez, dado a um destaque feminino – a diretora de fotografia Fernanda de Sena.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA