David Cardoso diverte plateia ao narrar encontro com Mazzaropi

Encontro do rei da pornochanchada com o mestre do humor foi relatado em bate-papo no projeto Curta Circuito, do Cine Humberto Mauro

por Helvécio Carlos 01/06/2017 14:11

Wander Faria
David Cardoso é homenageado no projeto Curta Circuito (foto: Wander Faria)
Com uma trajetória marcada por cenas quentes, que fizeram história na pornochanchada, aos 74 anos, David Cardoso ainda mexe com o público. Durante bate-papo no projeto Curto Circuito, a plateia na Sala Humberto Mauro, do Palácio das Artes, riu das situações vividas por ele e Mazzaropi - "uma vez ele me disse que se eu quisesse ser um galã teria que me deitar com ele" -, de como fez o convite com a então desconhecida Vera Fischer para sua estreia no cinema - "ela disse que não sabia atuar, mas me respondeu que sabia tirar a roupa" -. Ao lembrar de uma fase da vida, David Cardoso chorou. "Me arrependo de não ter estudado", falou em pranto.


O bate papo com a plateia rolou depois da exibição do filme Corpo devasso, de 1980. No longa, David Cardoso interpreta Beto, caseiro que depois de ser pego no flagra é expulso da fazenda e, na cidade grande, para sobreviver se relaciona com homens e mulheres. "O que eu não gosto é de mentira", disse ele, mostrando não ter problemas com as temáticas dos filmes onde atuou ou produziu. "Aceito muito bem a diversidade. O que não suporto é o ladrão, o político corrupto", reiterou.


Ao rever Corpo devasso, David Cardoso também se emocionou ao rever amigos com os quais trabalhou, mas morreram de forma trágica como o editor Jair Duarte. "Quando o cinema nacional entrou em crise, ele não perdeu o seu espaço e se matou". O ator criticou o atual preço para ir ao cinema - "como pagar R$ 25 por um ingresso?" - e lamentou também as mudanças na produção cinemantógrafica - "a tecnologia atropelou o cinema artesanal". David confessou também que não troca os títulos filmes do passado pelos sucessos mais modernos e não se cansa de rever e rever clássicos como Os brutos também amam e ...E o vento levou. "Vivo do passado", resumiu.


Com orgulho lembrou que já foi um dos atores mais bem pagos da Rede Globo depois de Tarcísio Meira, Francisco Cuoco e Tony Ramos, como quem sempre esteve empatado. “Tenho uma enorme admiração pelo Tony, um dos atores mais corretos da televisão. E só comeu a mulher dele. Não sei como consegue”, disse, bem-humorado. Quando o assunto é dinheiro, David faturou – não só no mercado da pornochanchada - mas soube economizar e investir. No cinema garante nunca ter faturado tanto como diretor de produção do longa Roberto Carlos a 300 quilômetros por hora inovando no merchandising do longa. Com o dinheiro do contrato de A Moreninha onde atuou com Sônia Braga ganhou suficiente para comprar um apartamento na avenida São João, em São Paulo. “Alguns me confundia com o Mário Cardoso, mas ele fez a novela com Nívea Maria”.

 

 

Assista a um trecho do bate-papo com David Cardoso:

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA