Veja os filmes indicados para o Festival de Cannes deste ano

Septuagésima edição do festival tem 18 longas na disputa pela Palma de Ouro, incluindo uma produção da Netflix; mostra também exibirá curta em realidade virtual dirigido por Iñárritu

por Redação 14/04/2017 09:30

Divulgação
Les fantômes D'Ismael, de Arnaud Desplechin, com Marion Cottilard e Charlotte Gainsbourg, é o filme de abertura da mostra (foto: Divulgação)

O Festival de Cannes anunciou 18 títulos em competição pela Palma de Ouro de sua 70ª edição, que ocorre entre os dias 17 e 28 de maio. Destacam-se na disputa O enganado, de Sofia Coppola, Wonderstruck, de Todd Haynes, e Happy end, de Michael Haneke.


O filme de Coppola – protagonizado por Colin Farrell, Nicole Kidman, Elle Fanning e Kirsten Dunst – mostra a chegada de um soldado confederado ferido, que comociona a vida de uma escola feminina nos Estados Unidos no século 19.

Trata-se de uma adaptação do romance de Thomas Cullinan, já levado à telona antes por Don Siegel, em 1971, num longa que teve a participação de Clint Eastwood. Já Haneke explora a vida de uma família burguesa do norte da França durante a crise dos refugiados. Isabelle Huppert, que já trabalhou com Haneke em A professora de piano, volta a ser a protagonista de um longa do diretor. “A questão dos refugiados é fundamental e está presente na escolha”, disse o delegado-geral do festival, Thierry Frémaux.

Uma das novidades desta 70ª edição será a apresentação, em uma sessão especial, do curta-metragem em realidade virtual Carne y arena (carne e areia), do mexicano Alejandro González Iñárritu, vencedor do Oscar 2016 com O regresso.

Este ano a premiação contará com a presença no tapete vermelho de atores como Joaquin Phoenix (You were never really here), Dustin Hoffman (The Meyerowitz stories), e o francês Vincent Lindon, que apresentará um filme sobre o escultor Rodin.

Entre os títulos da seleção oficial também se destacam Le redoutable, de Michel Hazanavicius (diretor do megasucesso O artista), sobre a produção de um filme de Jean-Luc Godard nos anos 1960, e Nelyubov, do russo Andrei Zvyagintsev, conhecido por Leviatã.

NETFLIX O cinema asiático também marca presença,com Okja, do sul-coreano Bong Joon-Ho, que tem Tilda Swinton e Jake Gyllenhaal no elenco e é um filme fantástico produzido pela Netflix. Seu compatriota Hong Sangsoo disputa a Palma com Geu-Hu, enquanto a japonesa Naomi Kawase, uma das três mulheres da competição, apresenta Hikari. O cineasta Pedro Almodóvar será o presidente do júri.

O longa de abertura será Les fantômes D’Ismael, de Arnaud Desplechin. “Será uma edição muito interessante do festival, pois ocorrerá poucos dias depois das eleições presidenciais francesas, que desta vez parecem um ‘thriller’”, ironizou o presidente do festival, Pierre Lescure. A eleição francesa, em dois turnos, está marcada para os dias 23 de abril e 7 de maio. “Esperamos também que a Coreia do Norte e a Síria, tristemente, não comprometam este festival que queremos que seja estável e festivo”, disse Lescure.

De acordo com os organizadores, o Festival de Cannes 2017 também será marcado pelo reforço na segurança, já que a França foi alvo de vários atentados terroristas nos últimos anos. “No ano passado, a organização da segurança foi um modelo de sucesso que tentaremos repetir. Estamos em estado de emergência e milhares de pessoas virão a Cannes”, comentou o presidente do festival.

Além dos 18 filmes em competição, outros 16 entrarão na seção Um Certo Olhar, como Fortunata, filme de Sergio Castellitto, com Jasmine Trinca e Stefano Accorsi, e Après la guerre, de Annarita Zambrano. Ao todo, 29 países serão representados em Cannes; na edição passada foram 27. (AFP e ANSA)

PALMA NÚMERO 70

Confira os filmes em competição


>> Loveless, de Andrey Zvyagintsev
>> Good time, de Benny Safdie e Josh Safdie
>> You were never really here, de Lynne Ramsay
>> L’amant double, de François Ozon
>> Jupiter’s moon, de Kornél Mandruczo
>> A gentle creature, de Sergei Loznitsa
>> The killing of a sacred deer, de Yorgos Lanthimos
>> Radiance, de Naomi Kawase
>> Le jour d’après, de Hong Sangsoo
>> Le redoutable, de Michel Hazanavicius
>> Wonderstruck, de Todd Haynes
>> Happy end, de Michael Haneke
>> Rodin, de Jacques Doillon
>> O enganado, de Sofia Coppola
>> 120 battements par minute, de Robin Campillo
>> Okja, de Bong Joon-Ho
>> In the fade, de Fatih Akin
>> The Meyerowitz stories,  de Noah Baumbach

A CHAVE DO TAMANHO

Veja números sobre o festival


>> 49 longas-metragens de 29 países foram selecionados de um total de 1.930 propostos para o maior festival de cinema do mundo, contando com os trabalhos apresentados fora de competição, em “sessões da meia-noite” ou “mostras especiais”. O número de filmes inscritos foi de 1.869 em 2016.
>> 18 longas estão em competição e 16 serão exibidos na mostra paralela Um Certo Olhar


>> Entre os diretores que disputam a Palma de Ouro, apenas o austríaco Michael Haneke já foi premiado, por A fita branca (2009) e Amor (2012)
>> Dos 18 filmes que concorrem à Palma de Ouro, quatro são assinados por cineastas franceses, quatro por americanos, dois por coreanos, um por um húngaro, um por um britânico, um por um austríaco, um por um russo, um por um ucraniano, um por um grego, um por um alemão e um por um japonês.
>> 3 mulheres cineastas estão disputando a Palma de Ouro, o mesmo número que no ano passado: a americana Sofia Coppola, a japonesa Naomi Kawase e a britânica Lynne Ramsay

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA