Atriz Meryl Streep disputa o Oscar pela vigésima vez

Dessa vez, a atriz concorre pelo papel no filme Florence: quem é essa mulher?

por Correio Braziliense 16/02/2017 07:30
AFP / Justin TALLIS
Ela concorre ao prêmio de melhor atriz pela 16ª vez com Florence: quem é essa mulher? (foto: AFP / Justin TALLIS)

Meryl Streep volta pela vigésima vez à lista de indicadas ao Oscar de melhor atriz, desta vez pela sua interpretação da cantora Florence Foster Jenkins no filme Florence: quem é essa mulher? (2016), mesma produção pela qual foi derrotada na vigésima nona indicação ao Globo de Ouro.

Considerada uma diva no mundo do cinema, Meryl começou a carreira filmográfica com o filme Júlia (1977) e, já no ano seguinte, em O franco-atirador (1978), seu segundo filme, foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante. O primeiro Oscar foi em 1980, por Kramer vs. Kramer (1979), firmando sua carreira promissora no cinema.

Em Florence: quem é essa mulher?, Meryl interpreta Florence Foster Jenkins, uma herdeira de fortuna que é apaixonada por música e deseja se tornar uma cantora de lírica. Há, no entanto, um detalhe: Florence tem uma voz terrível, considerada, na verdade, a pior cantora de todos os tempos. Na trama, o marido de Florence precisa contornar isto e proteger a esposa de humilhação enquanto ela realiza seu sonho.



Gravações

Uma das coisas a se notar sobre este papel é que Meryl Streep se interessou pelas artes a partir da ópera, sendo ela uma ótima cantora. A atriz conta, em entrevista ao canal The Upcoming, que todo estudante de canto que ela já conheceu está familiarizado com as gravações de Florence. “O que é o mais interessante, e que parte o coração, mas ao mesmo tempo é engraçado, é o esforço dela. Você consegue ouvir as respirações dela, quase acertando as notas”, explica.

Meryl também recebeu o Cecille DeMille no Globo de Ouro, prêmio dado anualmente aos artistas considerados mais influentes no meio do entretenimento. No ano passado, o prêmio foi dado ao ator Denzel Washington.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA