Filmes com cenas de sexo explícito não serão mais proibidos para menores de 18 anos na França

Por trás da decisão está um antigo e delicado embate judicial entre a indústria francesa de cinema e um órgão fundamentalista católico chamado Promouvoir

por Diário de Pernambuco 10/02/2017 12:07

Youtube / Reprodução
Filmes como Ninfomaníaca, Love, Azul é a cor mais quente e Ken Park foram censurad (foto: Youtube / Reprodução )
Filmes com cenas de sexo explícito não serão mais proibidos para menores de 18 anos na França. O Ministério da Cultura francês optou por derrubar o decreto que torna produções com esse tipo de conteúdo automaticamente inacessíveis a menores de idade e instituiu que as obras deverão passar pela análise de uma comissão especial para avaliar outros elementos além da atividade sexual para, assim, classificar um filme como proibido. A lei passou a valer nesta quinta-feira (8).


Por trás da decisão está um antigo e delicado embate judicial entre a indústria francesa de cinema e um órgão fundamentalista católico chamado Promouvoir. Há anos, o grupo luta pelo veto de diversos filmes para menores de 18 anos com base em conteúdo erótico e possibilitou a censura de longas como Ninfomaníaca, Love, Azul é a cor mais quente e Ken Park. A Ministra da Cultura da França, Audrey Azoulay, foi a responsável por formular um relatório para a aprovação do decreto.

 

Será a Comissão Nacional do Cinema a responsável por analisar os filmes com base nas "exigências da proteção da infância e da juventude, levando em conta a sensibilidade e o desenvolvimento da personalidade próprias a cada idade e o respeito à dignidade humana". Filmes que banalizem a violência ou a mostrem como algo positivo também serão proibidos. Cerca de 700 filmes foram analisados pela comissão em 2015, dos quais 53 foram proibidos aos menores de 12 anos, cinco aos menores de 16 e quatro aos menores de 18.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA