'Batman Lego: O filme' estreia com sátira bem-humorada do herói

A produção é o segundo filme de Lego feito para as telonas

por 09/02/2017 08:00
Warner/Divulgação
Na comédia Batman Lego, o filme, o Homem Morcego vive uma crise na relação com o arqui-inimigo Coringa (foto: Warner/Divulgação)
Duas manias mundiais juntinhas, como as próprias peças de Lego. O brinquedo que marcou gerações por todo o planeta ganhou os cinemas nos últimos anos, superou as desconfianças e tenta agora emplacar mais um sucesso. Batman Lego: O filme estreia hoje como uma sátira bem-humorada do super-herói mais famoso dos quadrinhos, capaz de fazer rir fãs de todas as idades.

Nas telonas, esse é o segundo filme de Lego. O primeiro foi Uma aventura Lego, lançado em 2014. A expectativa em torno da viabilidade de uma animação feita com peças de plástico e efeitos de computador foi respondida com uma das maiores bilheterias mundiais naquele ano. Coadjuvante na ocasião, o Cavaleiro das Trevas foi um dos personagens que mais agradaram no longa e acabou ganhando um filme para chamar de seu.

Assim como os brinquedos de Lego são capazes de seduzir crianças e adultos, o filme vem com uma proposta abrangente. Fãs dos quadrinhos são presenteados com vários elementos do universo DC Comics, enquanto a criançada pode curtir uma história hilariante, cheia de personagens carismáticos. O resultado é uma comédia do Batman. E onde tem piada e Homem Morcego juntos, o Coringa certamente está por perto.

Embates

A trama é uma espécie de romance entre os dois. Como se fossem um casal, eles enfrentam uma crise na relação. Em uma discussão, o Batman afirma não sentir ódio pelo vilão. Magoado com o desprezo de seu arqui-inimigo, o palhaço resolve se vingar, fazendo com que o herói sinta falta dos embates entre eles. Essa dependência psicótica entre protagonista e antagonista não é novidade em produções envolvendo o Cavaleiro de Gotham.

Paralelamente, o alter ego de Bruce Wayne atravessa um drama pessoal. Viciado em comédias românticas e em lagostas aquecidas no micro-ondas de sua mansão, o bonequinho se sente extremamente solitário e incapaz de se relacionar com qualquer pessoa, além do fiel mordomo Alfred. O tutor de Wayne, inclusive, ironiza o sentimento do patrão, dizendo que ele já havia passado por isso em 2016, 2012, 2008, 2005, 1997, 1995, 1992, 1989 e, de forma mais estranha, em 1966, anos em que o Batman ganhou versões no cinema. A mais antiga é tida até então como a mais cômica e caricatural delas.

Para solucionar seus problemas e salvar Gotham City de novas ameaças, o Batman de Lego conta com a ajuda de Robin, que é seu filho adotivo, e da comissária Bárbara Gordon, a futura Batgirl. O grupo configura a chamada Bat Família dos quadrinhos. Bane, Charada, Duas Caras, Mulher Gato, Arlequina, Senhor Gelo e todos os seus inimigos mais clássicos estão presentes, assim como alguns vilões famosos emprestados de outras sagas do cinema.


Se o Batman é marcado pela sobriedade e por uma aparência funesta em várias de suas recriações, inclusive em versões animadas, o bonequinho Lego é um fanfarrão, apesar da pose sombria. Muitas gírias, cenas vestindo um roupão estampado e cantadas baratas para cima da Batgirl. Já Robin é representado por um estereótipo “queer”, o que esbarra em antigas teorias sobre a possível homossexualidade do personagem em algumas representações. Outros aspectos, como a ingenuidade de todos ao redor de não descobrir Wayne como a identidade secreta do Morcego e suas disputas pessoais com o Superman também são alvo do humor do filme.

Lançados diretamente para vídeo ou para a TV, Star wars, Vingadores e o próprio universo DC, com o curta Liga da Justiça (2015), já haviam ganho suas versões animadas em Lego. A parceria entre o brinquedo e as franquias também já resultou em uma série de games, tanto de Batman quanto de Star wars, entre outros títulos, como Piratas do Caribe, Indiana Jones e Harry Potter.

Em 2017, além da divertida versão Lego do Cavaleiro das Trevas, os entusiastas das histórias da DC vão conferir ainda os lançamentos de Mulher Maravilha, em junho, e Liga da Justiça, em novembro. Os longas filmados pela Warner darão continuidade à trama de Homem de aço (2013) e Batman vs Superman: A origem da justiça (2016).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA