O cinema brasileiro é destaque novamente em Berlim

'Como nossos pais' e 'Vênus' estão incluídos no Festival Internacional de Cinema

Priscila Prade/Divulgação
Maria Ribeiro em cena de 'Como nossospais' (foto: Priscila Prade/Divulgação)
 
Berlim - O cinema brasileiro colocou mais dois filmes, um longa e um curta, no Festival Internacional de Cinema de Berlim, com início dentro de duas semanas, num total de doze produções.

Ambos os filmes serão exibidos na mostra Panorama. São eles: Como Nossos Pais - de Laís Bodanzky; e Vênus - Filó a fadinha lésbica, de Sávio Leite.

Berlim destaca a forte presença brasileira e descreve Como nossos pais como a descrição do cotidiano de três gerações em São Paulo numa exibição pirotécnica de paixões individuais e delírios existenciais, encenados com uma sublime naturalidade.

Nesse quarto filme de Laís Bodanzki, a personagem principal é Rosa, uma mulher com conflitos no trabalho, com a mãe, com a filha e com o marido. Parte das filmagens foi num casarão no bairro de Pinheiro, na capital paulistana, onde foi montado um consultório em que Rosa tem consultas com uma terapeuta a fim de tentar solucionar os problemas sexuais com o marido.
 
O filme tem a música com o mesmo título, que era interpretada por Elis Regina. 

Venus - Filó, a Fadinha Lésbica é um desenho animado narrado por Helena Ignez e inspirado num poema de Hilda Hilst, que leva o mesmo nome, sobre uma fada que "vestia-se como rapaz para enganar mocinha".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA