Mostra de Cinema de Tiradentes anuncia selecionados da Mostra Aurora

Na 20ª edição do festival, os filmes mineiros 'Baronesa', 'Eu não sou daqui' e 'Subybaya' concorrem pelo Troféu Barroco

22/12/2016 16:06

Reprodução/Universo Produção
O longa mineiro de ficção 'Eu não sou daqui' concorre com a história de dois homens solitários (foto: Reprodução/Universo Produção)
A 20ª edição da Mostra de Cinemas de Tiradentes, que acontece entre os dias 20 e 28 de janeiro, na cidade histórica, anunciou os selecionados de um dos segmentos mais aguardados na programação: a Mostra Aurora. Dedicado a filmes inéditos de realizadores em início de carreira, os títulos são avaliados pelo Júri da Crítica e concorrem ao Troféu Barroco e a prêmios de parceiros do evento.

 

O festival comemora 20 anos de história, junto com 10 anos de Mostra Aurora. Nesta edição comemorativa, a Mostra se desdobra em torno da temática: "Cinema em reação, Cinema em Reinvenção". Os filmes selecionados para a Aurora 2017 correspondem ao atual momento político dos brasileiros, segundo detecta o curador Cléber Eduardo. ""Os longas a serem exibidos apresentam, de maneiras muito distintas entre si, algum tipo de olhar sobre o contexto em que o Brasil está", destaca ele.


Foram indicados sete filmes, de três estados: Minas Gerais, São Paulo e Ceará. Os mineiros concorrem com as obras Baronesa, de Juliana Antunes; Eu não sou daqui, de Luiz Felipe Fernandes e Subybaya de Leo Pryata. Enquanto os paulistas trazem os filmes de Fernanda Pessoa, com Histórias que nosso Cinema (não) Contava; Sem Raiz, de Renan Rovida e Um filme de cinema, de Thiago B. Mendonça. Por sua vez, o longa Corpo Delito, de Pedro Rocha, é o único cearense selecionado. 

 

No Júri da Crítica deste ano, estão cinco profissionais de todo o país: Anita Leandro, do Rio de Janeiro, documentarista, pesquisadora e professora; Heitor Augusto, de São Paulo, crítico, pesquisador e professor; Ivonete Pinto, do Rio Grande do Sul, crítica, pesquisadora e professora; Luiz Joaquim, jornalista, crítico e curador; e Victor Guimarães, crítico e curador. 

 

BARONESA
Documentário de Juliana Antunes
Uma guerra entre traficantes na Zona Norte de Belo Horizonte faz com que Andreia queira sair da comunidade onde mora e que ajudou a construir. O cotidiano dela nos permite abordar seu passado e anseios, bem como os daqueles que lhe são caros.

CORPO DELITO

Documentário de Pedro Rocha

Ivan saiu da cadeia, mas continua preso a uma tornozeleira eletrônica.

EU NÃO SOU DAQUI
Ficção de Luiz Felipe Fernandes e Alexandre Baxter

O encontro de dois homens solitários: um andarilho e um velho técnico de um time de futebol de várzea.


HISTÓRIAS QUE NOSSO CINEMA (NÃO) CONTAVA
Documentário de Fernanda Pessoa

Uma releitura histórica da ditadura militar no Brasil, com ênfase dos anos 1970, através apenas de imagens e sons de filmes da chamada pornochanchada, o gênero mais visto e produzido no período.

SEM RAIZ
Ficção de Renan Rovida

Quatro trabalhadoras da cidade lançadas ao empreendedorismo nas suas relações cotidianas de sobrevivência, e uma trabalhadora do campo do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. Sem Raiz é poesia arrancada como erva-daninha do solo de nosso tempo.

SUBYBAYA
Ficção de Leo Pyrata
Clarisse aprende que não adianta subir Bahia sem descer Floresta.

UM FILME DE CINEMA
Ficção de Thiago B. Mendonça
"Pai, o que é cinema?"

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA