Cena de sexo em 'O último tango em Paris' não foi consentida

A confissão foi feita pelo diretor do filme, Bernardo Bertolucci

por Ansa 05/12/2016 10:07

O cineasta italiano Bernardo Bertolucci, de 75 anos, admitiu não ter orientado a atriz Maria Schneider sobre a famosa cena de estupro de "O último tango em Paris", interpretada pelo astro Marlon Brando.


A declaração está em uma entrevista concedida em 2013 ao programa holandês "College Tour", mas cuja gravação foi recuperada na semana passada pelo site norte-americano da revista "Elle". Bertolucci confessou que ele e Brando tiveram a ideia da cena na manhã do dia da gravação, mas não avisaram Schneider, que na época tinha 19 anos.

Nesse trecho do filme, Brando usa um pacote de manteiga para violentar a personagem vivida pela atriz. O cineasta disse que se sentiu "horrível" por não ter explicado a situação para Schneider, mas que ele queria filmar "sua reação como mulher, não como atriz". "Eu queria que ela reagisse humilhada. Acho que ela odiou a mim e Marlon por causa do que fizemos", declarou Bertolucci, negando qualquer arrependimento.

 Depois de "O último tango em Paris", Schneider não filmou mais nenhuma cena de nudez e sofreu com o vício em drogas e a depressão. Em 2007, quatro anos antes de morrer, ela confessou que se sentira "humilhada e violentada" por Bertolucci e Brando. (ANSA)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA