[an error occurred while processing this directive] Youtubers brasileiros viram aposta do cinema em 2016

Youtubers brasileiros viram aposta do cinema em 2016

De olho na alta popularidade do vlogueiros, indústria audiovisual abre espaço para novos talentos como dubladores, apresentadores ou atores

por Pedro Galvão 15/06/2016 08:00

Christian Rodrigues/divulgação
Lucas Rangel, do canal Rangeldovine, é um dos dubladores da versão brasileira de 'As Tartarugas Ninjas: Fora das sombas' (foto: Christian Rodrigues/divulgação)
As tartarugas mais famosas do planeta voltaram às telonas de todo o Brasil. Em 'As Tartarugas Ninja: Fora das sombras', Raphael, Michelangelo, Leonardo e Donatello têm uma nova missão de salvar o planeta dos planos malignos do vilão Destruidor, que escapou da cadeia e se articulou com o perverso cientista Baxter Stockman e o alienígena Krank para controlar a Terra. Os quatro irmãos mutantes terão novamente a ajuda da repórter April O’Neil, interpretada por Megan Fox, além do policial Casey Jones, vivido por Stephan Amell. Na versão brasileira, o elenco de dubladores terá uma atração extra: o youtuber belo-horizontino Lucas Rangel, que dá voz ao personagem Trevor, de Connor Fox, que é assistente do Doutor Stockman. Rangel será mais um a fazer a ponte entre a tela do YouTube e a do cinema.

Com apenas 19 anos, ele conta atualmente com mais de 1,6 milhão de seguidores em seu canal do YouTube. Em seus vídeos, gravados geralmente dentro de seu próprio quarto, Lucas Rangel faz graça com situações cotidianas, conta casos pessoais e faz paródias em peças com duração média de 10 minutos. Não há duplo sentido, nem palavrão, nem nada impróprio para menores. O humor se dá apenas pela própria interpretação de Lucas, capaz de conquistar não só milhões de jovens internautas, mas também os produtores do estúdio Paramount, que fizeram o convite para dublagem do novo filme das Tartarugas Ninja. Acostumado a criar e interpretar vários personagens em seus vídeos, ele garante que não teve dificuldades: “Eu já tinha essa pegada de fazer vozes diferentes nos meus vídeos e isso me ajudou. Claro que para o cinema é bem mais difícil, mas foi tranquilo, gravamos tudo em um dia”.

Ao contrário de seu comportamento irreverente e caricato nos vídeos do YouTube, a participação de Lucas Rangel no filme é discreta. O personagem que ele dubla aparece pouco e quase não fala, mesmo contracenando uma vez com Megan Fox. No entanto, ele garante ter gostado da experiência. “É muito legal dar vida ao personagem, ver ele lá com sua voz. Nunca pensei em dublar, assim como não pensava antes em fazer vídeos para a internet. Apareceu a oportunidade, aconteceu e foi bem legal”, relata Rangel, que já tinha levado seus vídeos para os palcos, na peça teatral Não são só seis segundos, que esteve em cartaz no começo deste ano. Ele também tem um quadro na faixa Mundo Disney, do SBT, chamado “Rangel câmera e ação”, em que ele comenta sobre os bastidores dos lançamentos infanto-juvenis de Hollywood. Apesar dos recentes trabalhos, ele diz que não pretende sair da internet e que tem novos projetos em mente para a web, mas que ainda são segredo.

Humor

A presença de Rangel entre os dubladores do longa é mais um exemplo da aproximação entre as celebridades do YouTube e o cinema. Em 'Angry birds', animação inspirada no game para celular que entrou em cartaz em maio, o time de dubladores para a versão brasileira contou com Pathy Reis, uma das estrelas do canal de humor Galo Frito, um dos mais populares do país na rede social, com mais de 8 milhões de seguidores.

Outro que deu voz aos carismáticos passarinhos do desenho foi Fábio Porchat, pioneiro dessa tendência. Depois de ficar famoso por seus esquetes no canal Portal dos Fundos, criado em 2012 por ele em parceria com Gregório Duvivier, Antonio Tabet e João Vicente de Castro, Porchat teve diversas participações nas telonas. Nas dublagens, fez a voz do boneco de neve Olaf, na animação 'Frozen', de 2013. Como ator, protagonizou a comédia 'Meu passado me condena' (2013) e sua sequência de 2015, além de atuar em 'O concurso' (2013). Como roteirista, ele escreveu 'Entre abelhas' (2013) e 'Vai que dá certo' (2013). Em 30 de junho, entra em cartaz Porta dos Fundos: 'Contrato vitalício', o primeiro filme do canal. Porchat assina o roteiro e atua no longa ao lado dos outros membros do Porta dos Fundos (veja o trailer abaixo).

 

 

 

Com 8,6 milhões de seguidores em seu canal no YouTube chamado 5incominutos, a paranaense de 23 anos Kéfera Buchman segue os passos de Fábio Porchat. Apesar de ter cursado teatro e se formado como atriz, Kéfera virou celebridade fazendo humor no YouTube a partir de 2010. Depois de atuar em algumas peças teatrais e apresentar alguns programas na TV por assinatura, estreou no cinema dublando a heroína GoGo Tomago, na animação da Disney 'Operação Big Hero' (2014). Como atriz no cinema, a participação na comédia nacional 'Noite da virada'(2014) abriu as portas ao convite para estrelar o longa 'É fada'. Produzido por Daniel Filho, o filme, com lançamento previsto para outubro, é inspirado em 'Uma fada veio me visitar', livro da autora Thalita Rebouças, conhecida por escrever para o público juvenil.

Estratégia de marketing

Também com lançamento no segundo semestre, outra produção que terá várias figuras famosas no YouTube engrossando o elenco será 'Os penetras 2', dirigido por Andrucha Waddington e estrelado por Marcelo Adnet e Eduardo Sterblitch. O longa terá a participação dos youtubers Maju Trindade, PC Siqueira, Gabbie Fadel, Whindersson Nunes e Julio Cocielo, que interpretarão internos de um hospício onde um dos protagonistas estará internado. Além da atuação, os vlogueiros também vão colaborar com campanhas de divulgação do filme que deve entrar em cartaz em 2 de novembro. Essa estratégia também foi utilizada por Lucas Rangel, que, em um de seus vídeos mais recentes, contou sobre sua relação com os personagens de 'As Tartarugas Ninja' durante sua infância para divulgar o filme em que participa como dublador.

A conexão entre as novas mídias digitais e o cinema extrapola a “importação” de celebridades da web para emprestar suas vozes e carisma para as produtoras. Até mesmo a crítica cinematográfica tem bebido nessa fonte. Formada em audiovisual pela Universidade de Brasília, a paulistana Carol Moreira se destacou comentando filmes e séries no YouTube. Com mais de 180 mil seguidores, ela chamou a atenção do Warner Channel, que a contratou para apresentar o programa Warner hits. Bastante dedicada a estudar e acompanhar a produção cinematográfica mundial, Carol avalia positivamente esse movimento. “Acho essa aproximação super legal e natural porque o YouTube tem crescido muito. Claro que há uma jogada de marketing das produtoras, mas não significa que é ruim, coisas parecidas já ocorreram em outros momentos na indústria do cinema com bons resultados”, argumenta.

Para ela, agregar o talento dos youtubers à sétima arte é uma estratégia interessante. A apresentadora considera que há uma espécie de preconceito contra os profissionais que surgem nas mídias on-line “Muita gente acha que o YouTube é uma coisa fácil, porque pode ser feito em casa, mas não é. Muito do meu conteúdo dá bastante trabalho, demanda muita leitura, pesquisa, filmes para ver. Todo mundo esquece que a Kéfera é atriz porque fez sucesso antes no YouTube. Mas, graças a isso, ela realizou seu verdadeiro sonho que era ser atriz. Não é porque a pessoa é youtuber que ela não tem talento, pelo contrário, essa mistura dos meios deveria acontecer mais”, explica a vlogueira que se apaixonou pelo cinema depois de assistir Matrix.

Segundo pesquisa feita e divulgada no segundo semestre de 2015 pela Google Brasil, 69% das pessoas que assistem TV no Brasil também assistem vídeos on-line e 95% destas usam o Youtube para isso. Os canais Porta dos Fundos, Galo Frito, Canalcanalha (de Julio Cocielo), 5incominutos, Whinderssonnunes, Majuthings (MajuTrindade), Maspoxavida (PC Siqueira) e Rangeldovine (Lucas Rangel), que terão seus criadores estrelando ou dublando produções cinematográficas em 2016, somam juntos mais de 50 milhões de assinantes na rede social.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA