Cineastas pernambucanos lançam nota de repúdio contra novo secretário nacional do Audiovisual

Alfredo Bertini, diretor do Festival de Cinema de Recife, foi nomeado pelo Ministro da Cultura

por Diário de Pernambuco 01/06/2016 11:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 Daniela Nader/Divulgação
Bertini foi confirmado no cargo pela assessoria do MinC nesta terça-feira (foto: Daniela Nader/Divulgação)
A Associação Brasileira de Documentaristas, Curta-metragistas e cineastas de Pernambuco (ADB-Apeci) divulgou uma nota de repúdio à escolha do organizador do festival Cine PE, o também pernambucano Alfredo Bertini, para comandar a Secretaria Nacional do Audiovisual (SAv), do Ministério da Cultura (MinC). A decisão foi divulgada nesta terça-feira.

Pedro Severien, Jura Capela, Marcelo Pedroso, Marcelo Lordello, João Vieira Jr., Rachel Daisy Ellis, Gabriel Mascaro, Daniel Bandeira, Hilton Lacerda, Felipe Peres Calheiros, Fellipe Fernandes e Cláudio Assis estão entre os diretores e produtores que apoiam o documento.

"Como diversos nomes que compõem atualmente o governo golpista, Bertini não tem nenhuma representatividade e interlocução com os trabalhadores do audiovisual e com nenhum movimento social representativo. Em seus 20 anos de existência, o Cine PE demonstrou, ano após ano, a ausência de qualquer ligação efetiva de seus gestores com o campo profissional e de pesquisas do audiovisual, não havendo, portanto, credibilidade e representatividade mínima para assumir o cargo", diz o comunicado.

Bertini ocupa o cargo deixado vago após a saída do baiano Pola Ribeiro. O cineasta assumiu em fevereiro de 2015 e deixou a secretaria na semana passada. O empresário é economista, com doutorado pela Universidade de São Paulo.

O Cine PE ocorre há mais de 20 anos e é organizado pelo casal Alfredo e Sandra Bertini. O novo secretário do audiovisual foi secretário de Turismo da prefeitura do Recife em 2004 e 2005, durante a gestão de João Paulo e fez parte do conselho consultivo do Fórum Nacional dos Festivais Audiovisuais Brasileiros, que chegou a presidir.

Confira a nota na íntegra:

"NOTA DE REPÚDIO
DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DOCUMENTARISTAS, CURTAS-METRAGISTAS E CINEASTAS DE PERNAMBUCO (ABD-APECI)
À NOMEAÇÃO DE ALFREDO BERTINI
PARA A SECRETARIA NACIONAL DO AUDIOVISUAL

A ABD-Apeci é uma entidade composta por trabalhadores e trabalhadoras dos diversos setores mobilizados pela produção e difusão de conteúdos audiovisuais e não reconhece o governo provisório, ilegítimo e golpista de Michel Temer. A entidade participa de diversos espaços de diálogo e acredita nas políticas efetivamente públicas, ou seja, projetos e ações construídas através da participação social e que expressem a nossa diversidade cultural. Por exemplo, estamos alinhados com os movimentos de ocupação das sedes do MINC, exigindo a restituição de um governo democrático.

Repudiamos a nomeação do produtor Alfredo Bertini para a Secretaria Nacional do Audiovisual. Como diversos nomes que compõem atualmente o governo golpista, Bertini não tem nenhuma representatividade e interlocução com os trabalhadores do audiovisual e com nenhum movimento social representativo. Em seus 20 anos de existência, o Cine PE demonstrou, ano após ano, a ausência de qualquer ligação efetiva de seus gestores com o campo profissional e de pesquisas do audiovisual, não havendo, portanto, credibilidade e representatividade mínima para assumir o cargo. O aceite a essa nomeação por Alfredo Bertini já configura em si a completa, constante e histórica falta de sintonia, através das suas ações (ou falta delas), com o audiovisual pernambucano (realizadores, filmes, mostras, festivais, formação, diálogo, formas de incentivo, visão de cinema).

Há poucas semanas, a ABD-Apeci divulgou um comunicado negando convite de participação no Cine PE - Festival do Audiovisual, evento promovido pela BPE Produções, empresa da qual Alfredo Bertini é sócio e diretor. Isso porque o Cine PE construiu-se como um espaço para o proselitismo político de seus gestores em detrimento à potência transformadora da produção audiovisual nacional, tão diversa e instigante. Mesmo que filmes marcantes tenham passado pela tela do festival, o evento manteve-se em permanente descaso com os setores progressistas do campo audiovisual.

EDUCAÇÃO E CULTURA S/A - O governo interino de Michel Temer tem revelado especial apreço por nomes ligados ao setor empresarial, como: Maurício Costa Romão, um dos diretores do grupo Ser Educacional, de Janguiê Diniz, nomeado titular da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres); Luiz Otávio de Melo Cavalcanti, ex-diretor da Faculdade Santa Maria e do jornal Diario de Pernambuco, nomeado Presidente da Fundação Joaquim Nabuco; e agora o diretor da BPE, Alfredo Bertini para o cargo de Secretário Nacional do Audiovisual. Entendemos que a nomeação de Bertini para a Secretaria do Audiovisual confirma o caratér privatista e obscuro deste desgoverno que atende aos interesses das oligarquias políticas, empresariais e midiáticas. É mais um ato ilegítimo desta gestão.

Acreditamos na potência transformadora da produção audiovisual nacional, tão diversa e instigante, e tão necessária para consolidar nossa frágil democracia e garantir os direitos básicos à comunicação e à cultura. Os trabalhadorxs, realizadorxs, produtorxs, artistas e técnicos do audiovisual pernambucano não reconhecem essa nomeação. Continuaremos agindo na defesa dos processos democráticos na cultura e nas demais áreas.

HISTÓRICO - Durante reuniões do Conselho Consultivo do Audiovisual desse ano, a atual presidência da ABD/APECI foi interpelada por Sandra Bertini, que preparava a edição 2016 do Cine PE. Ela solicitava a participação de um júri da entidade na premiação do evento. O pedido foi formalizado via email e debatido na lista do grupo que decidiu, por maioria, redigir essa nota* publicada no dia 26 de abril em nossa página no Facebook (* ver nos comentários).

A carta faz menção aos acontecimentos de 2011 envolvendo realizadorxs pernambucanxs e o Cine-PE"

Até a publicação desta matéria, assinava o texto os seguintes artistas: Igor Travassos, Pedro Severien, Cláudio Barroso, Moabe Filho, Pedro Maia de Brito, Neco Tabosa, Stella Zimmerman, Enock Carvalho, Liana Cirne Lins, Marcelo Pedroso, Tiago Melo, Nara Aragão, Anna Andrade, Lia Letícia, Mariana Porto, Tiago Delácio, Thales Junqueira, Taciana Oliveira, Viviane Menezes, Iomana Rocha, Walter Andrade, Vitor Gabriel Colaço, Saulo Lima, Fábio Leal, Jota Bosco, Marcelo Lordello, Jeorge Pereira, Pedro Luna, Camila Vitório, Ernesto de Carvalho, Juliana Lima, Mariana Lacerda, José Manoel Sobrinho, Aline de França, Jean Santos, Christiano Lemgruber, Maria Cardozo, Duda Quadros, Lais Vieira, Clementino Junior, Kiko Santana, João Vieira Jr., Rachel Daisy Ellis - Desvia, Gabriel Mascaro, Daniel Bandeira, Benedito Serafim, Joao Lucas, Silas Alexandre, Helimar Macêdo, Jura Capela, Victor Jucá, Patricia Horta - UFPE, Carlota Pereira, Ivo Sabino, Carol Vergolino, Ana Carolina Azevedo, Ruth Pinho, Andrea Monteiro, Felipe Peres Calheiros, Alexandre Figueirôa, Roberta Garcia, Mozart Oliveira, Leonaro Castro Gomes, David Sobel, Marcus Silvestre, Catarina Andrade, Cecília da Fonte, Rauny Lima, Fellipe Fernandes, Eva Jofilsan, Joana Gatis, Matheus Farias, Alex Mono - Mostra de Cinema Silencioso, Luis Henrique Leal, Surto & Deslumbramento, Eduardo Lima, Silvia Macedo, Fábio Benevides, Yuri Lins, Marcelo Eme, Txai Ferraz, Carlos Mosca, Juliana Lapa, Sergio Oliveira, Roberto Veiga, Elayne Bione, Paulo Ricardo, Thais Queiroz, Rodrigo Campos, Rodolfo Araújo, Narciso Mendes, Mauricio Correa Silva, João Nascimento, Gabriela Saldanha, Marcelo Costa, Rodrigo Bouillet, Amanda Ramos, Vilmar Gomes de Moura Filho, Adalberto Oliveira - AOFILMES, Diego Di Niglio, Felipe de Almeida, Humberto Filho, Cláudio Assis - Perdidas Ilusões, Yanara Galvão, Thelmo Cristovam, Amanda Beça, Edvaldo Santos, Gê Carvalho - Nano Produções, Hilton Lacerda, Marco Bonachela, Alexandre Soares Taquary, Pedro Pinheiro Neves, Karuna de Paula, Alice Gouveia, Afonso Oliveira, Alex Benigno, André George Medeiros, Marcio Souza, Ana Carvalho, Claudia Oliveira, Alejandro Vargas, Kate Saraiva, Cesar Castanha, Márcio Farias, Caio Sales.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA