Warner anuncia mudanças no calendário e 'Mulher-maravilha' ganha nova data

Filme da heroína chega antes do previsto e produção misteriosa ganha data para 2018

06/04/2016 13:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação/Warner
Filme da Mulher-Maravilha, antes previsto para o dia 22, estreia em 2 de junho de 2017 (foto: Divulgação/Warner)
A Warner Bros. anunciou uma série de mudanças em seu calendário de estreia. Algumas bem drásticas, como o adiamento em um ano do filme Jungle Book: Origins, adaptação do clássico infantil Mogli: O menino lobo (lembrando que há uma outra versão da história, produzida pela Disney, que estreia na próxima semana, no Brasil).

Previsto inicialmente para o dia 6 de outubro de 2017, a origem do menino lobo foi adiada para 19 de outubro de 2018. Segundo Andy Serkis, diretor do longa, a mudança dará mais tempo para se trabalhar no projeto cuja "ambição é enorme". "O que estamos tentando fazer é um nível sem precedentes de nuance psicológica e emocional ao misturar as interpretações fenomenais do nosso elenco com as expreções faciais dos nossos animais", afirmou o cineasta.

As mudanças também atingiram o calendário de super-heróis da produtora. Previsto para o dia 22 de junho de 2017, Mulher-Maravilha foi adiada em três semanas. Com isso, a heroína chega aos cinemas em 2 de junho do mesmo ano. Além disso, duas datas foram reservadas para projetos ainda misteriosos, que incluem o selo DC: 5 de outubro de 2018 e 1 de novembro de 2019.

Muito se especula que estas datas possam indicar filmes solo do Batman e Superman. Ben Affleck, intérprete do Homem Morcego, inclusive já escreveu um roteiro para a história que quer contar e é um dos cotados para dirigir o filme. Além disso, o diretor Zack Snyder (Batman vs Superman: A origem da justiça) revelou em entrevista ao IGN que há possibilidade de um novo filme solo do Homem de Aço.

"Eu acho que, se conseguirmos um bom roteiro, seria ótimo ter um filme solo do Superman. Acho que seria divertido de fazer. Parte das razões pelas quais nós não anunciamos um filme solo dele agora é para ajudar alguns dos eventos desse filme [Batman vs Superman]", comentou o diretor.

Para Henry Cavill, que vive o super-herói nos cinemas, a produção só deve ser considerada pela Warner/Dc após a repercussão de Batman vs Superman, que apesar de quebrar recordes na bilheteria, tem recebido avaliações negativas de muitos críticos.
 
"Acho que isso depende do sucesso deste filme. Se ele for bem, então podemos começar a negociar com a Warner para desenvolver um filme solo do Superman. Porém, eles já têm um plano feito para outras coisas, Liga da Justiça e vários outros filmes. É mais sobre encontrar tempo, na realidade, mas eu estaria interessado em fazer", afirmou o ator.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA