Ameaçado de boicote, prêmio da Academia de Hollywood tem o desafio de refazer a própria imagem

Veja a lista dos indicados em cada categoria

por Mariana Peixoto 28/02/2016 08:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
CARLO ALLEGRI/REUTERS
O ator Chirs Rock, que apresentou o Oscar em 2005, volta a ser o mestre de cerimônias na festa desta noite (foto: CARLO ALLEGRI/REUTERS)
Na noite deste domingo (28/02), quando o mundo do entretenimento estiver com olhos e ouvidos voltados para o Dolby Theatre, em Los Angeles, haverá dois Oscars para assistir. Um é a tradicional distribuição de prêmios, que ocorre há 88 edições, precedida do obrigatório desfile de luzes e egos dos indicados no tapete vermelho. E o outro é o dos discursos de apresentadores e premiados. Eles é que poderão salvar a noite.

Depois da pífia cerimônia de 2015, a de 2016 promete. Afinal, pelo segundo ano consecutivo, a Academia de Hollywood promove o apelidado “Oscar tão branco” – por não reconhecer nenhum ator negro entre os passíveis de levar a estatueta (e são 20 candidatos, somando-se os de atores e atrizes principais e coadjuvantes).

Depois do chamado ao boicote feito por Spike Lee (que teve um significado ainda maior, já que ele foi escolhido para receber o Oscar honorário) e apoiado por Will e Jada Smith, Idris Elba, Don Cheadle, entre outros figurões – a Academia, que pela primeira vez tem uma presidente negra, anunciou mudanças na composição de votantes. Que só virão em edições futuras.

Na noite de hoje, um apresentador negro (Chris Rock, que ocupou o posto em 2005) e um time de 12 personalidades (Morgan Freeman, John Legend, Quincy Jones, entre eles) sobe ao palco do Dolby Theater para participar da festa entregando prêmios. O que virá de seus discursos pode colocar (ou não) mais lenha na fogueira de uma discussão que vai muito além da questão racial.

Mulheres têm as mesmas chances que homens em Hollywood? É uma questão que foi pauta na edição do ano passado do Oscar. E a fatia latina? Esta vem representada por uma das estrelas da noite. O mexicano Alejandro González Iñárritu, diretor de O regresso, candidato com o maior número de indicações (12 ao todo, sendo que em pelo menos quatro das principais é favorito), pode fazer história nesta noite, caso seja eleito melhor diretor.

Foi somente em 2014 que um cineasta latino-americano entrou para o rol dos vencedores do Oscar (o também mexicano Alfonso Cuarón, de Gravidade). Iñárritu realizou o mesmo feito ano passado, quando levou a melhor por Birdman (que teve ainda três estatuetas, incluindo a de melhor filme).

É bom que a noite seja grande, por uma razão mais pragmática. O Oscar vem perdendo audiência considerável. Caiu 15 pontos em 2015 – foi visto por 37,3 milhões de telespectadores. Já na edição passada, parte da plateia que não se sentiu representada pela ausência de diversidade da premiação a boicotou (houve uma queda de 20% da audiência negra).

E, é bom dizer, a Academia de Hollywood tira da cerimônia a maior parte de sua receita. Recebe, anualmente, US$ 110 milhões com a festa (incluindo taxas com a transmissão, realizada nos EUA pela rede ABC). Caso a audiência continue decrescendo, isso poderá refletir diretamente na receita publicitária (neste ano, um comercial de 30 segundos nos intervalos da transmissão está custando entre US$ 1,9 milhão e US$ 2 milhões). Em Hollywood, todos sabemos, são os números que ditam as regras. Caso eles não melhorem, a encrenca será muito maior.

NO PÁREO

Confira os indicados (e os favoritos) nas categorias principais

» FILME
A grande aposta
Brooklin
Mad Max – Estrada da fúria
O quarto de Jack
O regresso – Foi feito para ostentar e cumpre o que promete. Mas impressiona mais pela força das imagens do que pela história
Perdido em Marte
Ponte dos espiões
Spotlight – Segredos revelados

» DIRETOR
Adam McKay (A grande aposta)
Alejandro G. Iñárritu (foto)(O regresso) – Foi megalomaníaco e conseguiu criar cenas incríveis em um cenário adverso
George Miller (Mad Max – Estrada da fúria)
Lenny Abrahamson (O quarto de Jack)
Tom McCarthy (Spotlight – Segredos revelados)

» ATRIZ
Brie Larson (O quarto de Jack) – Dosou força e fragilidade na composição da personagem, sem cair no sentimentalismo
Cate Blanchett (Carol)
Charlotte Rampling (45 anos)
Jennifer Lawrence (Joy – O nome do sucesso)
Saoirse Ronan (Brooklin)

» ATOR
Bryan Cranston (Trumbo)
Leonardo DiCaprio (O regresso) – Porque agora é a vez dele
Michael Fassbender (Steve Jobs)
Eddie Redmayne (A garota dinamarquesa)
Matt Damon (Perdido em Marte)

» ATOR COADJUVANTE
Christian Bale (A grande aposta)
Tom Hardy (O regresso)
Mark Ruffalo (Spotlight – Segredos revelados)
Mark Rylance (Ponte dos espiões)
Sylvester Stallone (Creed – Nascido para lutar) – Pela trajetória e pelo emocionante reencontro com o personagem que o consagrou

» ATRIZ COADJUVANTE
Jennifer Jason Leigh (Os oito odiados)
Rooney Mara (Carol)
Rachel McAdams (Spotlight – Segredos revelados)
Alicia Vikander (A garota dinamarquesa)
Kate Winslet (Steve Jobs) – Está brilhante como a assessora de marketing de Steve Jobs



» ROTEIRO ORIGINAL

Matt Charman (Ponte dos espiões)
Alex Garland (Ex machina)
Peter Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley (Divertida mente)
Josh Singer, Tom McCarthy (Spotlight – Segredos revelados/foto) – Tem acumulado os prêmios nesta categoria, entre eles, o troféu entregue pelos roteiristas e o Bafta, da Inglaterra
Jonathan Herman, Andrea Berloff
(Straight outta compton)

» ROTEIRO ADAPTADO
Charles Randolph, Adam McKay (A grande aposta) – Faturou o Bafta, o prêmio dos roteiristas e ainda outros dois troféus
Nick Hornby (Brooklin)
Phyllis Nagy (Carol)
Drew Goddard (Perdido em Marte)
Emma Donoghue (O quarto de Jack)

» ANIMAÇÃO
Anomalisa
Divertida mente – Ganhou todos os prêmios aos quais concorreu e sintetiza a fórmula do cinema de animação americano com um roteiro existencial
Shaun, o carneiro
O menino e o mundo
As memórias de Marnie

» FOTOGRAFIA
Carol
Mad Max – Estrada da fúria
O regresso – São incríveis as imagens que Emmanuel Lubezki conseguiu captar apenas com luz natural
Sicario – Terra de ninguém
Os oito odiados

» EDIÇÃO
A grande aposta – O ritmo intenso com que a trama é contada favorece a narrativa
Mad Max – Estrada da fúria
O regresso
Spotlight – Segredos revelados
Star wars – O despertar da força

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA