Musas de Almodóvar: relembre atrizes que fizeram história nos filmes do espanhol

De Carmen Maura a Penélope Cruz, não faltam divas nos 36 anos de trajetória do diretor

por Bossuet Alvim 27/02/2016 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Em 19 filmes de reflexão sobre o universo feminino, Pedro Almodóvar elegeu suas favoritas. São atrizes latinas que vão e voltam na carreira do cineasta, dando vida a personagens que já nascem imortalizadas na galeria do autor.

 

Não perca: todos os filmes de Almodóvar em cartaz, com entrada franca

 

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Carmen Maura já tinha dez anos de carreira no cinema independente quando topou estrelar Pepi, Luci, Bom (1980). Seguiu com Almodóvar em sua fase mais prolífica, quando os longas saíam em sequência: Maus hábitos (1983), Que fiz eu para merecer isto? (1984), Matador (1986) e Lei do desejo (1987). A parceria acabou depois que ela estrelou Mulheres à beira de um ataque de nervos (1988), primeira indicação do diretor ao Oscar. Com amizade rompida por motivos obscuros, a dupla só retoma a parceria em 2006, com Carmen em papel matriarcal na trama de Volver.

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Cecilia Roth
, atriz argentina, estava no primeiro longa de Almodóvar, mas tornou-se estrela a partir do segundo, Labirinto de paixões (1982). Na primeira fase do diretor, participou ainda de Maus hábitos (1983) e Que fiz eu para merecer isto? (1984). Retornou ao mundo do cineasta anos mais tarde, com papéis em Tudo sobre minha mãe (1999), Fale com ela (2002) e Os amantes passageiros (2013).

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Verónica Forqué
foi um dos destaques de Que fiz eu para merecer isto?, o que lhe rendeu, nove anos mais tarde, o papel mais icônico de sua carreira, como a personagem-título de Kika (1993). Para muitos fãs do cineasta, a retomada da parceria ainda é um sonho.

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Rossy de Palma
estreou no cinema em Lei do desejo e tornou-se mundialmente famosa no ano seguinte, graças à repercussão hollywoodiana de Mulheres à beira de um ataque de nervos (1988). Os traços exóticos da atriz nascida em Majorca fizeram dela musa de estilistas como Thierry Mugler e Jean-Paul Gaultier e renderam-lhe um papel em Prêt-à-Porter (1994), de Robert Altman. Seguiu como alvo da afeição de Almodóvar por muitos anos, atuando em Ata-me! (1990), Kika (1993), Abraços partidos (2009) e no próximo filme do diretor, Julieta, a ser lançado neste mês.

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Victoria Abril
fez Lei do desejo (1987) antes de estrelar Ata-me! (1990). Foi a musa absoluta de Almodóvar no início dos anos 1990, trabalhando ainda em De salto alto (1991) e dando vida à antológica Andrea Caracortada de Kika (1993),

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Marisa Paredes
já era uma atriz de carreira sólida na Espanha quando aceitou participar da comédia Maus hábitos (1983). Voltou ao universo almodovariano pelo drama familiar De salto alto (1991) e entregou atuações cada vez mais sólidas em A flor do meu segredo (1995), Tudo sobre minha mãe (1999) e A pele que habito (2011).
El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Penélope Cruz era queridinha da TV espanhola e vencedora do Goya quando apareceu em um papel secundário de Tudo sobre minha mãe (1999). A partir daí, tornou-se estrela também no cinema norte-americano, retornando à trajetória de Almodóvar para alguns de seus papéis mais elogiados em Volver (2006) — que lhe rendeu indicação ao Oscar de Melhor atriz — e Abraços partidos (2011), além de uma simpática ponta no mais recente, Os amantes passageiros (2013).

El Deseo/Divulgação
(foto: El Deseo/Divulgação)
Chus Lampreave
tem 85 anos e, desde os anos 1980, faz papéis inesquecíveis nas produções de Almodóvar. A veterana madrilenha começou no cinema em 1958, mas foi eternizada com as figuras maternais que viveu em Maus hábitos (1983), Que fiz eu para merecer isto? (1984), Matador (1985), Mulheres à beira de um ataque de nervos (1988), A flor do meu segredo (1995), Fale com ela (2002) e Abraços partidos (2009). Com as colegas de elenco de Volver (2006), foi eleita Melhor atriz em Cannes, na edição em que o festival premiou, ao mesmo tempo, Penélope Cruz, Carmen Maura, Lola Dueñas, Blanca Portillo e Yohana Cobo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA