De 'X-Men' a 'Kung fu panda': Confira calendário de franquias no cinema em 2016

Sem grandes riscos financeiros, a indústria do cinema deixa a originalidade de lado e aposta nas sequências

por Ricardo Daehn 03/11/2015 13:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

 Divulgação
'X-Men: apocalipse', 'Esquadrão suicida' e 'Batman vs. Superman' estão entre os mais aguardados (foto: Divulgação )
Caminhar nos trilhos, depositando fichas no que está garantido - em termos de público e retorno - é tendência certa quando são examinadas as atrações previstas para as telas de cinema em 2016. A enxurrada de dólares, aliás, nem ficará só concentrada em 2016, já que Star Wars: O despertar da força, que inundará as salas em 17 de dezembro, tem mais do que cacife para revigorar a franquia ativa desde 1977 e capaz de arrecadar US$ 2,3 bilhões.

O poder das sequências para filmes de sucesso comprova malabarismos dos estúdios para arrecadar até o último tostão nas bilheterias. Branca de Neve não precisa nem existir, por exemplo, em O caçador (em abril): a história se passa antes da trama do filme de 2012, estrelado por Kristen Stewart. Agora, a ação é garantida pelo caçador e pela bruxa má (Chris Hemsworth e Charlize Theron).

Nessa linha, há explicação para a animação Angry birds (em maio), que migra dos jogos para os cinemas, explorando a luta entre estressados pássaros e suínos que lhes tiram sossego. Aposta firme, também em animação, virá, em julho, com a quinta parte de A Era do Gelo.

O maior chamariz para os cinemas, em 26 de maio, não deixa dúvidas: X-Men: Apocalipse vem tratando de ancestralidade e deve ser visto como continuação para X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, de Bryan Singer. A lista segue com Esquadrão Suicida (4 de agosto): tremenda expectativa cerca a liberdade vigiada para o bando de vilões, com chances de redenção, na trama de David Ayer. Pistoleiro, Arlequina, Coringa e companhia entram como personagens definitivos para os atores Jared Leto, Cara Delevingne, Will Smith e Margot Robbie.

 

 

Até o monumental primeiro embate cinematográfico de 2016, Batman vs. Superman: A origem da justiça (24 de março), com o Superman de Henry Cavill à beira diante do sempre heróico Bruce Wayne (Ben Affleck), muito vai rolar. A natureza promete ir contra os homens em Os 8 odiados, com a assinatura de Quentin Tarantino: uma nevasca que impede deslocamentos dá o pontapé na trama que surge como clássicos Sete homens e um destino (1960) e Os doze condenados (1967), numa onda afinada com Django livre. No elenco, Kurt Russel, Samuel L. Jackson e Jennifer Jason Leigh.

Do time da Marvel, Capitão América: Guerra Civil (maio) e o novato Doutor Estranho (novembro).

 

 

Em quatro histórias

A quinta onda
Uma natureza de comportamento adulterado também dará as cartas na estreia de 4 de fevereiro. Envolvendo aliens, o impedimento completo do fluxo de eletricidade reservada a humanos e um tsunami, o filme tem a assinatura de J. Blakeson, reconhecido por climas de suspense. A sensação de insegurança da jovem Cassie (Chloë Grace Moretz, de Kick ass), a protagonista, só faz piorar com a presença de ataques de pássaros.

Snoopy

Os bichos, por sinal, estarão em alta, no primeiro semestre, nas telas de 2016. Com mais de 65 anos, desde a criação, em desenho animado, Snoopy experimentará a sensação de modernidade, no registro em em 3D, em 14 de janeiro. Com Snoopy e Charlie Brown - Peanuts, animação comandada por Steve Martino (codiretor de Horton e o mundo dos quem!), o beagle dos traços de Charles Schulz ganha até inimigo: personagem que atende por Barão Vermelho.

Kung fu panda
Velho conhecido do público, Kung fu panda terá em 2016 a terceira parte de aventura nas telas. Em 10 de março, Po (na voz do hilário ator Jack Black) receberá a visita do pai, que andava muito sumido. Dando voz a Tigresa, a atriz Angelina Jolie deve engrossar a legião de fãs.

Deadpool
Dono de bom naipe de adoradores nos quadrinhos, Deadpool (11 de fevereiro) ganha versão em carne e osso graças ao elenco comandado por Ryan Reynolds e Morena Baccarin (de Homeland). No filme, Wade Wilson tem o inexplicável poder de ser curado, instantaneamente, de graves lesões e ferimentos. Vale dizer, ainda: em meados de março de 2016, começa o clima de despedida da série Divergente, com Convergente. Adaptação de criações de Veronica Roth, nas telas desde 2014, segue dando popularidade ao casal de atores Ansel Elgort e Shailene Woodley.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA